IOF de compras no crédito deve ser reduzido já no início de 2023

Imposto terá alíquota de 5,38% para 2023; medida segue exigência para ingresso do Brasil na OCDE

Felipe Freitas
Por

A partir do dia 2 de janeiro, próxima segunda-feira, o IOF (sigla para Imposto sobre Operações Financeiras) sobre compras internacionais deve ser reduzido de 6,38% para 5,38%. Essa alteração segue o decreto pelo governo em março de 2022, cujo objetivo é zerar o IOF até 2028. A medida é uma das exigências da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para o ingresso de países no bloco.

Cartões de crédito: não existe um melhor, cada um tem benefícios diferentes
Cartões de crédito: não existe um melhor, cada um tem benefícios diferentes (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)

A discussão sobre o adesão do Brasil à OCDE iniciou em 25 de janeiro de 2022. A redução da alíquota facilitará quem tem o hábito de realizar compras internacionais e viajantes em países estrangeiros. O imposto também incide sobre outras operações financeiros, como empréstimo bancário e seguros — eles também serão zerados, mas as alíquotas variam.

IOF do cartão de crédito será reduzido para 5,38%

O calendário de redução do IOF, apresentado pelo governo federal em março, mostra que o imposto cobrado em compras interacionais terá uma redução de 1 ponto percentual em todo dia 2 de janeiro até ser zerado em 2028.

Com estas reduções — e futura extinção do IOF —, é esperado que o investimento estrangeiro no Brasil aumente, somado a integração da economia do país ao cenário internacional.

Para o cidadão comum, a redução do IOF beneficiará as compras de produtos importados por cartão de crédito, diminuindo o valor final da compra. O mesmo vale para o uso do cartão em compras realizadas durante viagens internacionais e saques no exterior.

Cartão de crédito
Cartão de crédito (Imagem: rupixen.com/Unsplash)

As alíquotas do IOF para outros impostos são:

  • 1,1%: compra de moeda estrangeiro e operações bancárias para contas no exterior
  • 0,38%: outras operações de câmbio

O primeiro IOF a ser zerado foi o de empréstimos feitos ao exterior pelo período de 180 dias. Todos as outras operações financeiras devem ter o imposto extinto em 2029 — e que venha a geração que não saberá que os mais velhos tinham que pagar 6,38% nas compras internacionais.

Prazo para redução do IOF no cartão de crédito

De 6,38% para 5,38%A partir de 2 de janeiro de 2023
De 5,38% para 4,38%A partir de 2 de janeiro de 2024
De 4,38% para 3,38%A partir 2 de janeiro de 2025
De 3,38% para 2,38%A partir 2 de janeiro de 2026
De 2,38% para 1,38%A partir 2 de janeiro de 2027
De 1,38% para 0%A partir de 2 de janeiro de 2028

Relacionados

Relacionados