Windows 11 pode finalmente liberar mudança de posição da barra de tarefas

Atualização em versão beta do Windows 11 permite que barra de tarefas seja colocada no topo da tela, mas não para as laterais

Felipe Freitas
Por
Queda na venda de PCs fez Microsoft lucrar menos com Windows 10 e 11 (imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)
Barra de tarefas do Windows 11 pode ter posição alternada em versão de testes (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)

Uma atualização do Windows 11 Dev build 25309, versão de testes do SO, trouxe a opção de mudar a posição da barra de tarefas. Por anos, a Microsoft permitiu que a barra de tarefas fosse colocada em outros “cantos” da tela, como nas laterais ou no topo. No Windows 11, essa personalização foi removida — sem muita explicação por parte da Microsoft.

A novidade foi divulgada pelo leaker Albacore, na sua conta do Twitter — @thebookisclosed. Albacore é conhecido por publicar os recursos que a Microsoft lança no Windows 11 Preview, versão do SO voltada para devs e onde novas funcionalidades são testadas antes de aparecerem na versão oficial.

Windows 11 testa mudança de posição da barra de tarefas

Por padrão, o Windows 11 traz a barra de tarefas na posição inferior da tela e sem a possibilidade de mudar — pelo menos não com meios oficiais. Com essa atualização no beta, a Microsoft permite que a barra seja colocada somente no topo da tela. Não agradará quem gosta de usar nas laterais, mas é um começo — tardio.

No vídeo mostrado por Albacore, podemos ver que o recurso de personalização ainda tem problemas. Ao usar a barra de tarefas na parte superior da tela, os aplicativos abrem como se a barra ainda estivesse na posição padrão — como aconteceu com o menu iniciar e o botão de pesquisa.

Quando o Albacore clicou no botão de ícones ocultos, o menu nem mesmo abriu. O leaker não mostra as “janelinhas” de prévias dos aplicativos abertos, mas podemos imaginar que também estão abrindo na porção inferior da tela.

É estranho que algo tão “velho” do sistema operacional não foi lançado no início do Windows 11. E mais estranho ainda que só depois de 1 ano e 6 meses ele apareceu no beta — os bugs são comuns.

O Windows 11, para alguns, poderia ser batizado de Windows 10 2 — por causa da semelhança entre os dois. Mas há, sim, diferenças nos sistemas operacionais. Um exemplo é a remoção de algumas funcionalidades entre as versões, como o fim do Taskbar Groups.

Com informações: MSPowerUser

Receba mais sobre Windows 11 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Relacionados