Ações de Microsoft e Google caem após custos de IA

Resultado financeiro mostra que investimentos das big techs em IA ainda não trouxe retorno aguardado. Por outro lado, receitas e lucro ficam no esperado

Felipe Freitas
Por
Inteligência artificial
Alto custo e baixo retorno das IAs levaram ações da Microsoft e Google a fecharem em leve queda (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

As ações da Microsoft e do Google fecharam em leve baixa na última quarta-feira, após a divulgação do resultado financeiro do último trimestre de 2023. Segundo analistas do mercado, o motivo para isso é o baixo retorno do investimento de IA — Microsoft e Google são big techs que mais gastam com a tecnologia. Apesar altos custos para rodar as IAs e da decepção do mercado, as duas empresas aumentaram o lucro no quarto trimestre (Q4).

Os gastos com inteligência artificial envolvem não apenas desenvolvimento e manter o sistema ligado 24h por dia. Cada prompt consome um número considerável de energia — que deixa a tecnologia mais cara que o trabalho humano. No caso de geração de imagens por IA, o gasto energético é suficiente para carregar 950 smartphones. No lançamento do GPT-4 Turbo, a OpenAI destacou que o novo modelo tinha um custo 3x mais barato em prompts de texto.

Ações caíram, mas Google e Microsoft lucraram

Logotipo do Google
Google teve (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Mesmo que suas ações tenham fechado em queda (7,5% no caso do Google, 2,7% Microsoft), as empresas tiveram um Q4 lucrativa. Seguindo na ordem alfabética, o Google fechou o último trimestre do ano com US$ 20,6 bilhões (R$ 102,6 bilhões) de lucro e receita de US$ 86,3 bilhões (aproximadamente R$ 426,5 bilhões). O lucro no mesmo período de 2022 foi US$ 13,6 bilhões (R$ 67,5 bilhões).

No caso da Microsoft, o lucro no último trimestre de 2023 foi de US$ 21 bilhões (R$ 104 bilhões), com receita de US$ 62 bilhões (R$ 307,5 bilhões). O resultado representa um crescimento de 33% no lucro e 18% na receita. Porém, os investidores não gostaram de ouvir do Google e da Microsoft os altos custos com IA. O assunto do momento ainda não é um segmento lucrativo — sorte dessas big techs que elas contam com outras áreas.

Os resultados das duas companhias estão próximo das previsões dos analistas. Tanto as receitas da Microsoft quanto as do Google ficaram US$ 1 bilhão abaixo das expectativas do mercado. No caso da Microsoft, a própria big tech avisou que haveria uma queda na receita de dispositivos. Em partes, isso segue o efeito da pandemia: muita gente comprou dispositivo para o home office em 2020, mas essas pessoas não devem fazer um upgrade tão cedo.

Com informações: Reuters, The Verge, CNBC (1 e 2)

Receba mais sobre Microsoft na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Relacionados