Amazon fará segunda leva de demissões

Profissionais de diversas áreas serão desligados até abril; CEO culpa instabilidade econômica, mas promete dar suporte aos ex-colaboradores

Ricardo Syozi
Por
• Atualizado há 5 meses
Prédio da Amazon (Imagem: Unsplash / Yender Gonzalez)

A Amazon vai demitir mais 9 mil de seus funcionários nas próximas semanas. O comunicado foi divulgado na segunda-feira (20) por Andy Jassy, CEO da empresa. Dessa forma, as principais áreas que serão afetadas pelos layoffs são a AWS, PXT (People Experience and Technology), propaganda e Twitch. A companhia acaba se juntando à Meta ao anunciar uma segunda leva de desligamentos.

Assim que a empresa concluiu a segunda fase de seu plano de operações chamado OP2, as lideranças perceberam que seria necessário desligar mais profissionais. De acordo com as palavras do atual CEO, não era possível anunciar os desligamentos da Amazon junto da leva anterior, que ocorreu entre novembro de 2022 e janeiro de 2023:

A resposta curta é que nem todas as equipes terminaram suas análises no final do outono; e, em vez de apressar essas avaliações sem a diligência apropriada, optamos por compartilhar essas decisões como as tomamos para que as pessoas tivessem as informações o mais rápido possível.

Ainda segundo as palavras de Andy Jassy, 9 mil perderão seus empregos nas próximas semanas. Afetando praticamente todas as principais áreas. O líder da companhia de US$ 1 trilhão avisou os empregados da novidade desagradável através de um memorando que circulou no dia 20 de março de 2023.

Ele mencionou que por muitos anos “a maioria dos negócios da Amazon adicionou uma quantidade significativa de número de funcionários. Isso fazia sentido, dado o que estava acontecendo em nossos negócios e na economia como um todo”. Entretanto, o cenário incerto da economia mundial fez com que a firma optasse por ser mais simples nos custos atuais.

O CEO afirmou que dará todo o suporte aos ex-funcionários, que inclui indenização e benefícios de seguro de saúde.

Andy Jassy
Andy Jassy (Imagem: Reprodução / Internet)

Quantos funcionários a Amazon demitiu em 2023?

A empresa norte-americana anunciou em janeiro que iria demitir 18 mil profissionais de diversas áreas da firma. Somando a segunda leva, que contém mais 9 mil pessoas, podemos afirmar que a Amazon vai desligar 27 mil colaboradores entre janeiro e abril de 2023.

Infelizmente, a marca não é a primeira a realizar uma nova etapa de demissões. Em fevereiro, a Meta comunicou seus empregados que mais 10 mil perderão seus trabalhos. O Twitter também já mandou embora milhares de funcionários, que incluiu a diretora de produto que chegou a dormir no escritório em 2022.

Uma das principais preocupações de diversos indivíduos que não são estadunidenses é diretamente ligada ao visto H-1B, que permite a permanência no país enquanto eles estiverem empregados. Em outras palavras, ao receber a temida carta, eles precisam encontrar logo uma nova ocupação profissional, pois caso contrário, terão que voltar a seus países de origem.

Relacionados