AMD vai lançar placas de vídeo Navi no terceiro trimestre

Além das GPUs Navi, AMD promete lançar primeiros processadores de arquitetura Zen 2 no próximo trimestre

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Lisa Su, CEO da AMD
Lisa Su, CEO da AMD

Lisa Su, CEO da AMD, confirmou o que muita gente esperava ouvir: as placas de vídeo de arquitetura Navi, muito provavelmente de 7 nanômetros, estão mesmo prestes a chegar. A executiva disse que o lançamento oficial da nova linha está previsto para o próximo trimestre.

Ainda não há muitas informações sobre a nova geração. Provavelmente, a AMD só irá revelar detalhes sobre as GPUs Navi no fim deste mês, durante a Computex 2019.

Quando questionada sobre o suporte a ray tracing, por exemplo, Lisa Su se negou a comentar, o que não quer dizer que o assunto é pouco importante à AMD: quando Jensen Huang, CEO da Nvidia, criticou a Radeon VII por não suportar ray tracing, Su simplesmente respondeu que a sua companhia dará mais detalhes sobre os planos para a técnica no decorrer deste ano.

Convém levar em conta também que a próxima geração do PlayStation vai ter como base uma GPU Navi e suporte a ray tracing. É bastante provável, portanto, que a nova arquitetura tenha compatibilidade nativa com a técnica.

Baseada em tecnologia de 7 nanômetros, mas com arquitetura Vega, a Radeon VII é uma placa de vídeo que veio para brigar com a GeForce RTX 2080, da Nvidia. Nos Estados Unidos, ela tem preço oficial de US$ 699.

Atualmente, a Radeon VII é a placa de vídeo para PCs mais poderosa da AMD e, aparentemente, vai continuar sendo por mais algum tempo: uma informação que a AMD deu é a de que as primeiras placas Navi custarão menos que a Radeon VII, o que sugere que a estreia será feita com GPUs de categoria intermediária.

Seja como for, o mistério não vai durar muito: se as GPUs Navi realmente chegarem no terceiro trimestre, os detalhes serão revelados em breve, com boas chances de a Computex servir mesmo de palco para isso.

A arquitetura Zen 2 também está vindo aí

AMD Epyc Rome

AMD Epyc Rome

Outra novidade bastante aguardada são os processadores de arquitetura Zen 2. Lisa Su confirmou que eles também estrearão no mercado durante o terceiro trimestre.

A nova arquitetura também terá como base um processo de fabricação de 7 nanômetros (da TSMC) e, na comparação com os chips Zen de primeira geração, promete reduzir o consumo de energia em até 50%, bem como melhorar o desempenho geral em até 25%.

Os primeiros chips Zen 2 farão parte da linha Epyc (codinome Rome), voltada a servidores. Um protótipo exibido pela AMD em 2018 trazia 64 núcleos. Ainda não está claro, porém, quando os chips da série Ryzen 3000 para desktops (também de arquitetura Zen 2) serão anunciados — essa também deverá ser uma revelação para a Computex 2019.

Com informações: Ars Technica, AnandTech.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados