Antigo DirecTV Go muda de nome (de novo): DGO agora é Sky+

Serviço de TV paga via internet receberá marca da Sky, gigante de TV por assinatura; mudança ocorrerá em dezembro

Lucas Braga
Por
Centro de Transmissão da Sky em Jaguariúna/SP
Centro de Transmissão da Sky em Jaguariúna/SP (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Lembra do DGO, que se chamava DirecTV Go? Pois é, vai mudar de nome outra vez. A partir de dezembro, o serviço de TV por assinatura via internet da Vrio se chamará Sky+. Além da nova marca, o serviço receberá novos canais e funcionalidades.

A mudança foi revelada pelo site Meio e Mensagem, que entrevistou Gustavo Fonseca, CEO da Sky. Segundo o executivo, o reposicionamento foi feito porque a marca anterior “não estava dando o degrau necessário para ir para o próximo passo”.

O executivo também comentou que os nomes DirecTV Go e DGO aproveitavam uma “memória residual da marca”. Ao unificar tudo na Sky, a operadora passa a utilizar a mesma marca para TV via satélite, TV via internet (IPTV) e banda larga por fibra óptica.

Nova marca da Sky+
Nova marca da Sky+ (Imagem: Reprodução/Meio e Mensagem)

A mudança oficial da marca ocorrerá em 6 de dezembro, quando termina o Campeonato Brasileiro de futebol — os uniformes dos árbitros estampam a marca DGO. A partir da data, a empresa promoverá campanhas para divulgar o Sky+ a partir do DGO, Sky e Sky Fibra.

Além da mudança de marca, o Sky+ também terá a possibilidade de exibição em até três telas simultâneas — atualmente são apenas duas. A operadora também terá entrada de canais adicionais.

Em resposta ao Tecnoblog, a mudança da marca DGO para Sky ocorrerá apenas no Brasil. Os demais países da América Latina, a marca DGO será mantida — nesses países, a operação de TV por assinatura se chama DirecTV e não Sky.

A relação entre a Sky brasileira e o DGO em outros países é profunda. Em visita ao centro de transmissão da Sky, o Tecnoblog descobriu que as transmissões do DGO para os demais países da América Latina são feitas a partir do teleporto em Jaguariúna (SP).

Sky+ quer dobrar número de assinantes do DGO

Sem revelar o número de assinantes, Fonseca revela o plano de dobrar a base de clientes no ano de 2024. Eu acredito que a marca da Sky, bastante difundida no Brasil, deve ajudar a trazer mais confiança no serviço e pode ajudar nessa meta.

Ainda assim, o desafio para crescer a base de clientes é grande. Além de sofrer com o IPTV ilegal, o mercado de TV por assinatura via internet possui ampla concorrência:

  • O Claro TV+ custa a partir de R$ 69,90 mensais e inclui mais canais que o DGO. Números obtidos pelo Teletime revelam que a operadora possui 730 mil assinantes de TV paga via internet, dos quais 580 mil acessos utilizam TV Box da própria Claro;
  • A Vivo oferece o Vivo Play App em dois planos: Inicial, com mais de 40 canais por R$ 40 mensais, e o Estendido, com mais de 80 canais por R$ 60 mensais;
  • A Oi vende o Oi Play TV com 39 canais por R$ 69,90 mensais aos assinantes da banda larga Oi Fibra;
  • A Zapping oferece pacotes com 30 a 70 canais, com preços de R$ 14,90 a R$ 109,90.

Uma das estratégias utilizadas pela Vrio é a comercialização do então DGO por provedores regionais de banda larga. A operadora também dá acesso ao DGO para clientes da Sky (com a mesma programação da TV via satélite) e Sky Fibra (com um pacote Light).

Relacionados