Apple dificulta conserto das câmeras no iPhone 12, diz iFixit

iPhone 12 exige ferramenta proprietária da Apple para substituir câmeras; documento interno confirma mudança

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
iPhone 12 Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)
iPhone 12 Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)

Trocar uma câmera quebrada no iPhone 12 está mais difícil que nas gerações passadas. O iFixit descobriu que a Apple passou a exigir um software proprietário para concluir o reparo de um sensor de imagem nos novos modelos. A ferramenta da Apple só pode ser acessada por assistências técnicas autorizadas, o que inviabiliza o conserto dos módulos de câmera por conta própria.

O iFixit tentou substituir módulos de câmera entre dois iPhones 12 e notou que a alternância entre as lentes ficou instável: não era mais possível mudar para a câmera ultrawide e alguns modos de fotografia não funcionavam mais. Em certos casos, o aplicativo de câmera travava ou se tornava completamente irresponsivo, diz o iFixit, ressaltando que o conserto era fácil em modelos anteriores.

Um documento interno de treinamento confirma que é obrigatório rodar uma ferramenta proprietária da Apple para concluir uma substituição de câmera ou tela a partir do iPhone 12, iPhone 12 Mini, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. O software é ligado à nuvem e só pode ser acessado por técnicos autorizados.

Falhas após troca de câmera do iPhone 12 podem ser “bug”

https://www.youtube.com/watch?v=O2UVpBrvrk4&feature=emb_title

Segundo o iFixit, o problema nas câmeras acontece “deliberadamente, por negligência ou ambos”. A instabilidade após a troca dos módulos pode ser um “bug que a Apple eventualmente corrigirá”, porque não ocorre sempre: o próprio iFixit conseguiu substituir módulos de câmera entre dois iPhones 12 Pro e eles continuaram funcionando normalmente.

Além disso, só o fato de a ferramenta proprietária da Apple não ser executada após um reparo não é motivo para o componente substituído parar de funcionar. Nos iPhones XR, XS e 11, por exemplo, o software é exigido após uma troca de tela; se você não rodá-lo, o display funcionará normalmente, mas o iOS exibirá um alerta informando que o componente pode não ser genuíno. O mesmo ocorre com substituições de bateria.

A Apple não comentou o caso.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados