Brasileiros dormem da meia-noite às 7h, revelam relógios da Samsung

Gigante da tecnologia capturou dados de 716 milhões de noites de sono com auxílio de smartwatches. Usuários da América Latina roncam por quase uma hora.

Thássius Veloso
Por
Ilustração mostra relógio inteligente com a bandeira do Brasil. Nas laterais estão cenas da manhã e da noite.
Sensores do Galaxy Watch foram usados em estudo sobre sono (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Os hábitos de sono dos brasileiros incluem dormir pouco depois da meia-noite (00h20) e acordar na faixa das sete da manhã (7h22, para ser mais exato). A duração do sono fica em 6 horas e 58 minutos, apenas um minuto abaixo da média global. É o que revela um estudo divulgado hoje pela Samsung com base em dados coletados pelos relógios da linha Galaxy Watch.

Trata-se de um dos levantamentos mais abrangentes sobre o tema, que está em exposição no Congresso Mundial do Sono, realizado nesta semana no Rio de Janeiro. Cerca de 3 mil especialistas – entre médicos e pesquisadores, entre outros profissionais – participam do encontro bienal para tratar do assunto.

Quase 7 horas de sono

O megaestudo computou informações de 715 milhões de noites de sono. De acordo com a empresa, 64 milhões de usuários ativos do Samsung Health – o aplicativo de saúde e bem-estar da companhia – toparam participar do estudo. Os dados são anonimizados.

Foi avaliado o período de junho de 2021 a maio de 2023. Ao todo, dados de 195 países foram registrados na plataforma, inclusive Brasil, Argentina e México na América Latina.

Estamos falando de médias, ok? Talvez a sua experiência diária divirja do que foi detectado pelo estudo. Vamos aos dados:

  • A duração de sono dos brasileiros fica em 6 horas e 58 minutos, apenas um minuto abaixo da média global (a Finlândia lidera, com 7 horas e 31 minutos)
  • Os brasileiros vão para a cama à 00h20 (um pouco mais tarde do que a média global de 00h07)
  • Eles acordam às 7h22 (um pouco depois da média global de 7h14)
  • Os habitantes da América Latina roncam por quase 1 hora todas as noites (menos do que a média global de 67 minutos)
Homem discursa ao lado de projeção
Paulo Cotrim, da Samsung América Latina, explica algoritmo de sono do Galaxy Watch (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Como o estudo foi feito

Para chegar a estes resultados, a fabricante utilizou as informações coletadas pelos relógios da linha Galaxy Watch. Os smartwatches trazem sensores para detectar a frequência cardíaca e o nível de oxigenação do sangue. Modelo mais recente, o Galaxy Watch 6 consegue fazer a leitura até mesmo da temperatura da pele. Ele também avisa sobre eventuais problemas no coração.

A empresa explica que o cálculo de ronco leva em consideração o smartphone dos participantes da pesquisa, pois é necessário o microfone para captar os sonos durante a noite.

Galaxy Watch 6 (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Galaxy Watch 6, o lançamento mais recente da Samsung (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O gerente de produto Paulo Cotrim, da Samsung América Latina, explica que alguns centros de saúde realizam a chamada polissonografia, um exame em que a pessoa passa a noite numa espécie de laboratório, com diversos eletrodos monitorando os aspectos do sono. Os estudos mais recentes mostram que os relógios conseguem perceber as mesmas tendências do exame mais completo, com a ressalva de que não são dispositivos médicos.

Hábitos mudam no fim de semana

As principais autoridades globais em sono recomendam entre sete e 9 horas diárias de descanso. Em muitos casos, as pessoas ficam longe desta meta. Talvez seja por isso que os participantes da pesquisa durmam mais durante o fim de semana. Os brasileiros tiram proveito de 46 minutos a mais neste período. A média global é de 44 minutos.

Os dados do Samsung Health mostram que a quantidade de luz do dia impacta diretamente no total de horas descansadas. Países com mais incidência de sol têm pessoas que dormem menos. Isso fica muito nítido ao comparar norte e sul da Europa, de acordo com a empresa.

Receba mais sobre Samsung na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados