Console portátil Lenovo Legion Go tem controles destacáveis e roda Windows

Com preço sugerido de US$ 699, Lenovo Legion Go tem características parecidas com Asus ROG Ally, mas oferece tela e bateria maiores

Giovanni Santa Rosa
Por
Console portátil Lenovo Legion Go, com uma tela e dois controles laterais acoplados
Legion Go (Imagem: Divulgação/Lenovo)

Mais uma empresa vai apostar em um aparelho portátil para jogos. A Lenovo apresentou seu Legion Go nesta sexta-feira (1º), durante a IFA 2023. O console roda jogos de Windows 11 e tem controles que podem ser destacados da tela de 8,8 polegadas. Ele chega para concorrer com o Asus ROG Ally e o Steam Deck.

Para rodar os games, o Legion Go traz a APU AMD Ryzen Z1 Extreme (também usado em uma das versões do Asus ROG Ally), que conta com gráficos RDNA.

O aparelho também tem 16 GB de RAM LPDDR5X e três opções de SSD M.2, com 256 GB, 512 GB e 1 TB de armazenamento. Além disso, há um slot para cartões MicroSD de até 2 TB.

Outras entradas são uma de 3,5 mm para fones, uma USB-C com USB 4.0, DisplayPort 1.4 e Power Delivery 3.0, além de uma USB-C adicional.

A tela de 8,8 polegadas tem resolução QHD+ (2560 x 1600 pixels, com proporção 16:10) e é sensível ao toque. Além disso, oferece 144 Hz de taxa de atualização.

Os controles TrueStrike têm encaixe magnético e muitos botões: um direcional, dois analógicos, quatro botões (A, B, X e Y), um touchpad, uma roda de mouse na parte traseira, além de gatilhos, botões superiores e laterais programáveis.

A peça da direita também pode ser encaixado em uma base magnética com sensor óptico por baixo, funcionando quase como um mouse para controlar mira e visão em jogos de tiro.

Além disso, é possível conectar mouse e teclado para jogar games de Windows que precisam disso. A tela do Legion Go tem um pequeno suporte dobrável.

A bateria tem 49,2 Wh, mas a Lenovo não diz quanto ela pode durar. Segundo a empresa, meia hora de recarga é suficiente para completar 70% da capacidade.

Lenovo Legion Go chega em outubro por US$ 699

Após a apresentação desta sexta (1º) na IFA, em Berlim (Alemanha), o Legion Go será lançado oficialmente em outubro. Ele chega às lojas com preço sugerido de US$ 699 (cerca de R$ 3.450, na conversão direta).

O aparelho mais parecido atualmente é o Asus ROG Ally, que também tem preço sugerido de US$ 699 e roda Windows. Ele conta com tela e bateria menores, mas parece mais portátil e confortável.

Outro concorrente é o Steam Deck, que vem com Linux, mas pode receber Windows. Ele tem preços sugeridos começando em US$ 399 (cerca de R$ 1.970, em conversão direta).

E, claro, há o Switch entre os portáteis, mas ele é praticamente de outra categoria — enquanto os outros três aparelhos mencionados são praticamente PCs, o aparelho da Nintendo roda apenas jogos do próprio console. Os preços começam em US$ 200 no exterior e R$ 1.200 no Brasil, pela versão Lite.

Com informações: Lenovo, IGN, The Verge

Receba mais sobre Windows 11 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados