Facebook permitirá login anônimo em serviços de terceiros para que você possa testá-los

Usuários também poderão definir quais dados de sua conta serão compartilhados com outros serviços

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 3 meses

Fazer login em serviços online ou aplicativos móveis usando sua conta do Facebook, Google+ ou Twitter é uma comodidade e tanta, afinal, trata-se de um cadastro a menos para preencher. Mas, não é descuidar da segurança optar por este meio se você quiser apenas provar um serviço ou app antes de decidir usá-lo? Para situações como esta, o Facebook acaba de anunciar uma solução: a possibilidade de login anônimo.

Login anônimo no app do Flipboard
Login anônimo no app do Flipboard

Revelada pelo próprio Mark Zuckeberg durante a conferência para desenvolvedores Facebook F8, a ideia é bastante simples: quando você quiser testar um serviço ou aplicativo, basta clicar no botão “Log in Anonymoulsy” (ou equivalente) para experimentá-lo. A autenticação será feita tendo a sua conta do Facebook como base, mas a empresa responsável pelo serviço ou app não saberá que você fez o login.

Sendo mais claro, durante o teste, o seu nome, país de origem, endereço de e-mail, foto de perfil e outras informações repassadas no login via Facebook serão ocultadas. Se você decidir continuar usando o serviço, haverá um botão para autenticação “normal”.

Zuckeberg explicou que a funcionalidade é oriunda da constatação de que muitos usuários optam por fazer login de maneira convencional – criando uma conta com e-mail e senha – pelo temor de compartilhar suas informações do Facebook com serviços cuja reputação é desconhecida ou pela falta de clareza quanto ao uso que é feito destes dados.

O Facebook joga com a bandeira da privacidade para promover a novidade, mas é evidente que a funcionalidade também lhe beneficiará: a empresa continuará sabendo por quais serviços ou aplicativos você se interessa.

Esta não é a única medida anunciada na F8 relacionada à privacidade: o Facebook também permitirá ao usuário decidir quais dados podem ser compartilhados com terceiros. Entre estas informações estão endereço de e-mail, data de aniversário, likes e lista de amigos.

É claro que o usuário terá que ser razoável em relação ao que bloquear: determinados serviços podem simplesmente não funcionar se, por exemplo, o endereço de e-mail não for repassado.

Estas novidades não estarão disponíveis prontamente. O login anônimo, por exemplo, está sendo testado com um grupo restrito de desenvolvedores e será disponibilizado abertamente nos próximos meses, o que indica que o recurso será opcional. Quanto ao controle sobre os dados de login, o Facebook fala apenas em liberá-lo nas próximas semanas.

Relacionados