Facebook não tem acesso à conta bancária; boato rola no WhatsApp

O Facebook não tem acesso à sua conta bancária; boato no WhatsApp confunde lé com cré e deixa pessoas preocupadas

Melissa Cruz Cossetti
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Mark Zuckerberg na F8 2019 (Foto: Divulgação/Facebook)

Que o WhatsApp é um mar de fake news todos sabemos. A novidade é que a última atinge a rede social Facebook, atual dona do mensageiro. Circula um vídeo em que uma mulher afirma, sem provas, que o Facebook tem acesso à conta bancária dos usuários, inclusive ao montante do saldo e das transações feitas nos apps de bancos.

Isso, claro, é falso.

O Facebook acessa uma série de informações, mas não essas. Tudo ocorre por causa de um equívoco enorme sobre como funciona a seção “Atividade fora do Facebook”.

O Facebook tem acesso à conta bancária?

Não.

Longe de mim defender políticas de privacidade do Mark Zuckerberg, mas sejamos honestos: isso é falso. Ao Tecnoblog, a rede social enviou o seguinte comunicado.

“Não é verdade que o Facebook rastreie informações financeiras e bancárias das pessoas como sugerido no vídeo. Além disso, proibimos empresas ou organizações de compartilhar dados sensíveis com a plataforma, como informações financeiras ou de saúde”, explica um porta-voz.

Sobre isso, segue o trecho do suporte:

“Proibimos empresas ou organizações de compartilhar informações sensíveis conosco, como informações financeiras ou de saúde, data de nascimento e senhas“, completam.

Ou seja, isso não procede.

O que é a Atividade fora do Facebook?

Nas palavras da rede social:

“A atividade fora do Facebook é um resumo da atividade que empresas e organizações compartilham conosco sobre as interações que você faz com elas, como visitas aos sites ou aos aplicativos.

Elas usam nossas Ferramentas para Empresas, como o Login do Facebook ou o pixel do Facebook, para compartilhar essas informações conosco.”

Atividade Fora do Facebook Apps

Isso inclui atividade em outros apps e sites que você tem instalado?

Sim.

Mas, como?

Os aplicativos que você vê na área de “Atividade fora do Facebook” são de empresas e organizações que decidem compartilhar a atividade dos seus usuários com a rede social quando usam as “ferramentas para empresas”. Algumas dessas ferramentas incluem o Pixel do Facebook, o SDK do Facebook e o Login do Facebook. Nenhuma delas é usada por um site ou aplicativo de banco, por exemplo, para fazer login na sua conta bancária.

Essas atividades nada mais são que informações que você mesmo fornece à rede social:

  • Ao abrir um aplicativo;
  • Ao entrar em um aplicativo usando login do Facebook;
  • Ao visualizar um conteúdo (post, vídeo e etc);
  • Ao pesquisar um item;
  • Ao adicionar um item ao carrinho de compras (em loja na rede social);
  • Ao fazer uma compra clicando em botão da rede social;
  • Ao fazer uma doação pela ferramenta da rede social.

O que é feito com essas informações?

O Facebook usa dados dessas interações para:

  • Mostrar anúncios mais relevantes para você, já que ele sabe quais produtos cadastrados em lojas do Facebook você visitou ou clicou em comprar;
  • Sugerir grupos, eventos ou itens do Marketplace que você pode gostar;
  • Ajudar você a descobrir novas empresas e marcas de gosto similar;
  • Ajudar empresas e organizações a saber o desempenho dos seus próprios sites, dos aplicativos ou dos anúncios delas e se estão alcançando as pessoas certas.

Ou seja, esse rastreio acontece para você ver mais anúncios e comprar mais produtos.

Desconectar Histórico de Atividade Fora do Facebook

Lembrando que esse é o modelo de negócios do Facebook.

A rede social é de graça porque o Zuckerberg exibe anúncios para os usuários.

Se você quiser ativar ou desativar o rastreio da sua “Atividade fora do Facebook”, fique à vontade. É direito seu, claro. Mas não faça isso achando que vai proteger a sua conta bancária, porque o rastreio não chega a esse nível. Tampouco bancos permitiriam isso.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Melissa Cruz Cossetti

Melissa Cruz Cossetti

Ex-editora

Melissa Cruz Cossetti é jornalista formada pela UERJ, professora de marketing digital e especialista em SEO. Em 2016 recebeu o prêmio de Segurança da Informação da ESET, em 2017 foi vencedora do prêmio Comunique-se de Tecnologia. No Tecnoblog, foi editora do TB Responde entre 2018 e 2021, orientando a produção de conteúdo e coordenando a equipe de analistas, autores e colaboradores.

Canal Exclusivo

Relacionados