Fallout 76 não terá crossplay por conta de bloqueio da Sony no PS4

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses

A polêmica decisão da Sony de não permitir o crossplay do PlayStation 4 com outros consoles atingiu mais um jogo. Agora, é o Fallout 76 que ficará sem essa opção devido ao bloqueio da fabricante japonesa.

O título será lançado em novembro pela Bethesda e estará disponível para PS4, Xbox One e PC. No entanto, ele não permitirá que os jogadores transfiram seu progresso para outras plataformas.

Ao GameStar, o diretor da produtora, Todd Howard, disse que adoraria oferecer crossplay para Fallout 76. No entanto, “agora isso não é possível”. Segundo ele, o maior problema é que a Sony “não é tão prestativa quanto todos gostariam”.

A limitação já impediu os planos dos produtores de Fortnite, Rocket League e Minecraft. Eles oferecem crossplay para várias plataformas, menos para o PS4. A Sony, que só permite o compartilhamento do progresso para PC, Mac, iOS e Android, tem sido bastante criticada.

Por conta disso, a empresa tem se mostrado um pouco mais aberta aos pedidos de oferecer crossplay. O CEO da divisão Sony Interactive Entertainment nos EUA, Shawn Layden, disse ao Eurogamer que a empresa está ouvindo o feedback dos jogadores.

“Estamos analisando muitas possibilidades. Você pode imaginar que as circunstâncias em torno disso afetam muito mais do que apenas um jogo”, disse. “Estou certo de que chegaremos a uma solução que será entendida e aceita pela nossa comunidade e, ao mesmo tempo, apoiará nossos negócios”.

Ainda não está claro o que a Sony pretende oferecer. Uma das possibilidade é que a empresa libere um crossplay limitado, que permita migrar para outras plataformas, mas não ofereça a opção de usar o PS4 para jogar com alguém no Switch, por exemplo.

Com informações: The Verge (2).

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados