Google Chrome: teste em notebooks faz bateria durar até 2 horas a mais

Recurso experimental do Google Chrome 86 pode reduzir consumo de energia ao limitar JavaScript em guias em segundo plano

Bruno Gall De Blasi
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Google Chrome (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Um recurso do Google Chrome pode reduzir significativamente o consumo de energia em computadores. Segundo testes realizados pelo Google, a função experimental do navegador, que limita a ativação do JavaScript em abas minimizadas, pode garantir até mais duas horas de bateria em notebooks.

As informações foram reveladas pelo TheWindowsClub neste domingo (5). Segundo o site especializado, assim como no Safari, o recurso experimental do Google Chrome 86 limita o timer do Javascript a uma ativação por minuto em abas ou janelas em segundo plano sem afetar o desempenho das páginas abertas.

Os resultados podem ser observados diretamente no consumo de energia. De acordo com testes realizados pelo Google descritos em um documento técnico, a alteração no navegador fez a bateria do notebook durar quase duas horas a mais mesmo com 36 abas em segundo plano, sendo a primeira em branco (about:blank).

O Google ainda experimentou outro cenário ao executar um vídeo do YouTube em tela cheia no lugar da página em branco. Neste caso, o navegador garantiu mais 36 minutos de carga com a mesma quantidade de guias abertas em segundo plano, como no teste citado anteriormente.

Apesar das melhorias, ainda não há previsão de quando o recurso estará disponível no Google Chrome para Android, Chrome OS, Linux, Mac e Windows para todos os usuários. O Google ainda testa uma nova função para reduzir o consumo de memória RAM do navegador no sistema operacional da Microsoft.

Com informações: Engadget e TheWindowsClub

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Canal Exclusivo

Relacionados