Huawei afirma que AppGallery é a terceira maior loja de aplicativos

Com 400 milhões de usuários, a loja de aplicativos perde apenas para Play Store e App Store

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Huawei AppGallery

Com a sanção do governo americano que a impediu de utilizar aplicativos do Google em seus celulares, a Huawei se voltou à AppGallery, sua própria loja de apicativos. Hoje, segundo a fabricante chinesa, a plataforma tem 400 milhões de usuários mensais e só perde para a Play Store e a App Store.

O anúncio foi feito na terça-feira (24), durante o lançamento do Huawei Mate Xs. A empresa não revelou a quantidade de usuários em outros períodos para comparação, mas informou que a AppGallery é usada 170 países, tem 210 bilhões de downloads anuais e conta com 1,3 milhão de desenvolvedores parceiros.

Os números da AppGallery são muitos expressivos, mas ainda estão bem distantes aos da Play Store. Em 2015, última vez em que os dados foram divulgados, a plataforma do Google tinha mais de 1 bilhão de usuários mensais.

A companhia chinesa também afirmou que trabalha para expandir o Huawei Mobile Services (HMS). Ele é uma alternativa ao Google Mobile Services (GMS), pacote que reúne aplicativos como Chrome, Maps, YouTube e Gmail.

Vale lembrar que a Huawei se juntou com Xiaomi, Oppo e Vivo para enfrentar a Play Store. Elas estão trabalhando na chamada Global Developer Service Alliance (GDSA), que oferecerá um método para desenvolvedores levarem seus apps de forma simultânea às lojas das quatro fabricantes.

Com informações: Android Central, NDTV.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados