Instagram quer ser TikTok: chefe do app diz que foco não está mais em fotos

Rede social vai focar em vídeo, criadores de conteúdo, compras e mensagens para ir muito além das fotos e atrair mais usuários

Ana Marques
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
O que significa navegação nos Stories do Instagram (Imagem: Solen Feyissa/Unsplash)
Instagram (Imagem: Solen Feyissa/Unsplash)

Foi-se o tempo em que o Instagram era apenas uma rede social de fotos. Adam Mosseri, chefe da plataforma, publicou um vídeo explicando que a empresa está focando em diversificar a sua área de atuação — o que envolve um olhar mais cuidadoso para criadores de conteúdo, recursos em vídeo, compras e mensagens.

Segundo Mosseri, o Instagram está trabalhando em experimentos de vídeos em tela cheia, para uma experiência mais imersiva — o que ele classifica como “abraçar o vídeo de uma forma mais ampla”. Além disso, recomendações de novos conteúdos com base em uma pré-seleção feita pelo usuário a partir de sugestões durante a navegação também podem chegar ao aplicativo no futuro.

De rede social de fotos a um aplicativo de entretenimento geral, com algoritmos eficientes e vídeos que prendem — é isso o que o Instagram quer se tornar, especialmente após o surgimento de concorrentes de peso, como o TikTok, e do fortalecimento de outros velhos conhecidos, como o YouTube.

Atualmente, o Instagram conta com mais de 1 bilhão de usuários ativos. Mas a empresa se mostra empenhada em trazer mais criadores, que é, no final das contas, o que faz a roda girar.

Em maio, Mosseri afirmou ao The Information que não descartava a criação de um fundo voltado a esses profissionais — os rivais já contam com soluções atrativas e recursos de monetização bem estabelecidos. Não à toa, a rede social já está desenvolvendo os Stories Pagos, que podem ser uma ferramenta poderosa para influenciadores que desejam cobram por conteúdos exclusivos.

Integração com outros produtos do Facebook

O Instagram já recebeu a integração com o Facebook Messenger, mas esse é apenas o começo. Ainda não sabemos quais são os próximos passos, mas não descartamos uma integração com o WhatsApp, que pertence ao mesmo grupo e é um dos aplicativos mais populares do planeta.

O Instagram Shopping também já é integrado ao Facebook, e as compras são outro braço em foco para a empresa no momento. O Snapchat, que já serviu de inspiração para os Stories, anunciou este ano diversas novidades para compras, incluindo o uso de recursos de realidade aumentada — algo que o Facebook vem perseguindo nos últimos anos. Então, não seria estranho observar algo nesse sentido nos próximos meses.

O que exatamente o Instagram vai apresentar — e quando isso vai acontecer — ainda é um mistério, mas com base nos testes que têm circulado, podemos esperar muitas novidades que pretendem revolucionar a forma de usar a plataforma, indo bem além das fotos e do smartphone.

Com informações: The Next Web.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados