Intel Core de 11ª geração para desktops chega em 2021

Pertencentes à família Rocket Lake, processadores Core de 11ª geração para desktops foram confirmados pela Intel

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Intel Core de décima primeira geração (imagem: Intel)

No começo de setembro, a Intel anunciou os primeiros chips Core de décima primeira geração para notebooks. Mas, e para desktops? Nesta quarta-feira (7), a companhia confirmou que esses processadores, pertencentes à família Rocket Lake, chegarão no primeiro trimestre de 2021.

Ainda há poucos detalhes sobre esses chips. Por que, então, a Intel comentou sobre eles agora? Nesta quinta-feira (8), a AMD deverá anunciar os seus primeiros processadores de arquitetura Zen 3 para desktops. Aparentemente, a Intel está tentando deixar nas entrelinhas que a nova série da rival não vai ficar sem concorrência direta.

Por ora, o que sabemos é que os processadores Rocket Lake (Rocket Lake-S, para ser exato) serão compatíveis com o padrão PCI Express 4.0 (já não era sem tempo) e com placa-mães baseadas nos chipsets Intel 400. Também é de se esperar que, na nova geração, a empresa finalmente deixe a tecnologia de 14 nanômetros para trás.

Apesar de a companhia ter sinalizado que os chips Core de 11ª geração para desktops serão lançados em algum momento do primeiro trimestre de 2021, há rumores de que o lançamento acontecerá próximo do final desse prazo, ou seja, em março. De todo modo, podemos esperar por mais detalhes na CES 2021, que acontece em janeiro.

Tudo indica que a espera valerá a pena. Além de PCIe 4.0, os processadores Rocket Lake-S devem trazer suporte a tecnologias como Thunderbolt 4 e USB 4, além de compatibilidade com os promissores gráficos Intel Xe.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados