Intel libera novas correções do Spectre para chips Kaby Lake e Coffee Lake

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 1 mês
Foto por Masaru Kamikura/Flickr

Quase dois meses após a revelação da falha de segurança Spectre, a Intel continua trabalhando para lançar atualizações para seus chips. As correções liberadas em janeiro eram problemáticas, podendo causar telas azuis e reinicializações inesperadas. Agora, a empresa lançou patches estáveis (ou pelo menos é o que esperamos) para os processadores da família Kaby Lake e Coffee Lake.

O Spectre é uma vulnerabilidade que se aproveita do recurso de execução especulativa dos chips. Para acelerar o desempenho dos softwares, os processadores modernos tentam adivinhar qual código será executado em seguida. No entanto, a tecnologia também pode induzir um processador a executar uma operação “adivinhada” que não seria executada em condições normais, o que causa vazamento de dados sensíveis.

A atualização de hoje é válida para todos os processadores Kaby Lake (sétima geração) e Coffee Lake (oitava geração). A Intel já havia lançado outra correção para os chips Skylake (sexta geração) para desktops e notebooks mainstream. Agora, o patch está disponível também para os Skylake X (Core X e Xeon W), Skylake D (Xeon D) e Skylake SP (Xeon Scalable).

O firmware atualizado será distribuído pelas fabricantes de placas-mãe e sistemas operacionais. Correções para processadores mais antigos (Sandy Bridge, Ivy Bridge, Broadwell e Haswell) ainda estão em fase beta e deverão ser liberadas pela Intel nos próximos dias.

Com informações: Ars Technica.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados