Nvidia apoia projeto que usa seu PC para estudar coronavírus

Nvidia e comunidade PC Master Race apoiam Folding@home e pedem que gamers liberem CPU e GPU de seus computadores

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Folding@home

Falamos por aqui que os pesquisadores do Folding@home querem ajuda do seu PC para estudar o novo coronavírus: a Nvidia e a comunidade PC Master Race estão apoiando o projeto, pedindo para que gamers liberem um pouco da CPU e GPU de seus computadores para esta nobre causa.

“PC gamers, vamos colocar essas GPUs para trabalhar”, diz a Nvidia em sua conta oficial no Twitter. “Junte-se a nós e a nossos amigos da comunidade PC Master Race, e apoie o Folding@home doando poder de computação não-utilizado da GPU para combater o COVID-19!”

O português Pedro Costa, conhecido como Pedro19 ou Pedro PCMR, é o fundador da comunidade PC Master Race que está presente em diversas plataformas, incluindo Reddit, Twitter, Steam e Discord.

Desde o ano passado, Pedro também é consultor especial do Folding@home, projeto de computação distribuída criado em 2000 e gerido pela Universidade Stanford (EUA). O objetivo é realizar pesquisas sobre como as proteínas se dobram (daí o nome “folding”), algo crucial para descobrir remédios.

Por exemplo, os vírus — como o causador do COVID-19 — usam proteínas para combater nosso sistema imunológico e para se reproduzirem. O Folding@home pode entender como essas moléculas funcionam, e como criar remédios específicos para neutralizá-las. No entanto, isso exige muito poder computacional, daí o pedido de ajuda.

Como usar o Folding@home

Para se juntar aos outros usuários, é simples: baixe o cliente do Folding@home para Windows, instale-o e pronto. O programa será configurado automaticamente e vai escolher uma das 23 pesquisas em andamento sobre o novo coronavírus.

Você pode ajustar quanto de CPU e GPU poderão ser usados: clique com o botão direito no ícone na barra de tarefas e escolha entre “Light”, “Medium” ou “Full”. (Ele fica no modo “Light” por padrão.) A placa de vídeo ou chip gráfico será usado apenas se houver suporte de hardware e software.

“Esses cálculos são enormes e cada pedacinho ajuda”, explica Greg Bowman, atual diretor do Folding@home, no blog oficial. “Cada simulação que você executa é como comprar um bilhete de loteria: quanto mais bilhetes comprarmos, maiores serão nossas chances de ganhar o prêmio.”

Com informações: Bleeping Computer.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados