Nvidia domina mercado de placas de vídeo com 88% de participação

Nvidia respondeu por 88% das placas de vídeo vendidas no primeiro trimestre de 2024; a AMD ficou com 12% de participação

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 1 semana
Placa de vídeo GeForce RTX (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Placa de vídeo com GPU Nvidia GeForce RTX (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

As vendas de placas de vídeo dedicadas caíram nos últimos meses, mas esse mercado continua bastante favorável para a Nvidia. Um levantamento da Jon Peddie Research (JPR) aponta que, no primeiro trimestre de 2024, a companhia dominou a categoria com 88% das vendas. Já a AMD fechou o período com participação de 12%.

De acordo com a JPR, 8,7 milhões de placas de vídeo foram comercializadas nos três primeiros meses do ano. No último trimestre de 2023, foram 9,5 milhões de unidades. Houve uma queda importante nas vendas de um período para o outro, portanto, mas nada capaz de abalar a hegemonia da Nvidia.

No primeiro trimestre do ano passado, a Nvidia ficou com 84% desse mercado, enquanto AMD e Intel registraram 12% e 4%, respectivamente. No mesmo período de 2024, A Nvidia aumentou sua participação para 88%, enquanto a AMD ficou com 12%, como já informado.

Os 88% indicam que a Nvidia cresceu 8% em relação ao último trimestre de 2023, mesmo com o mercado de placas de vídeo tendo encolhido no início de 2024. Isso significa que, das 8,7 milhões de unidades despachadas no primeiro trimestre deste ano, 7,6 milhões corresponderam a GPUs da Nvidia.

O bom momento da Nvidia

As vendas de placas de vídeo apenas confirmam a boa fase da Nvidia. Além de líder em GPUs, a companhia vem dominando o mercado de soluções para sistemas de inteligência artificial, com folga.

Não por acaso, nesta semana, a Nvidia superou a marca de US$ 3 trilhões de valor de mercado, tomando o posto de segunda maior empresa do mundo que até então pertencia à Apple (o primeiro lugar é da Microsoft).

Nvidia placa de vídeo
Placa de vídeo Nvidia (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Mas e a Intel?

No levantamento da JPR, a Intel teve apenas 1% de participação em placas de vídeo no último trimestre de 2023. Melhor do que nada: a mesma análise aponta que, nos três primeiros meses de 2024, as vendas de GPUs da companhia foram tão inexpressivas que nem apareceram no relatório.

Nem tudo está perdido, porém. As GPUs Intel Arc Xe2, baseadas na nova arquitetura Battlemage, estão vindo aí. Elas prometem 50% mais desempenho em renderização na comparação com a geração anterior (Alchemist), por exemplo, o que deve aumentar as chances de a Intel ter mais presença no mercado de placas de vídeo.

Mas, motivos para comemorar, por enquanto só a Nvidia tem.

Relacionados