Nvidia bate recorde de receita e lucra US$ 6 bilhões no último trimestre

Principal fornecedora de GPUs para desenvolvimento de IAs, “lado verde da força” ficou ainda mais verde com o tanto de dólar que entrou no caixa

Felipe Freitas
Por
Nvidia placa de vídeo
Nvidia divulga resultado financeiro e supera expectativas — que já eram altas (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A Nvidia divulgou na noite da última quarta-feira (23) o balanço financeiro do segundo trimestre (Q2) do ano. Superando as expectativas que já eram altas, a empresa teve uma receita total de US$ 13,5 bilhões — um recorde para o trimestre. No período, a Nvidia lucrou absurdos US$ 6 bilhões, sendo o boom das inteligências artificiais o “líder” desse crescimento.

Para termos um panorama de como a Nvidia teve um trimestre surpreendente, analistas financeiros esperavam uma receita de US$ 11,1 bilhões para o Q2. No entanto, só a receita da empresa com data center bateu US$ 10,3 bilhões.

Esse segmento é o responsável pelo fornecimento de “chips” (GPUs e as placas aceleradoras) para inteligência artificial — e Elon Musk comprou 10 mil GPUs da Nvidia. A receita do setor no Q2 representa um crescimento de 171% comparado ao mesmo período do ano passado. No total, o valor de US$ 13,5 bilhões significa um aumento de 101% em relação à 2022.

Resultado aponta retomada do mercado de GPUs gamers

No relatório financeiro, a Nvidia mostra que o segmento de placas de vídeo para jogos (que por anos foi seu carro-chefe) cresceu 22% em comparação ao Q2 do ano passado. A receita gerada pelas vendas de GPUs foi de US$ 2,4 bilhões (US$ 2,04 bilhões em 2022).

Para a Nvidia, esse crescimento é um sinal de que o mercado gamer está voltando a crescer. O segmento teve um boom durante a pandemia e diminuiu nos últimos tempos. A empresa afirma que 20% dos seus clientes possuem um setup com RTX 3060 ou uma GPU superior.

Nvidia não vai desacelerar no próximo trimestre

Foto por NVIDIA Corporation/Flickr
Jensen Huang, fundador da Nvidia e homem mais feliz do mundo com o investimento das big techs em IAs (Imagem: Divulgação/Nvidia)

A Nvidia publicou que prevê uma receita de US$ 16 bilhões para o próximo trimestre (Q3 2023) — margem de erro de 2% para mais ou para menos. Para a surpresa de quase ninguém, o “lado verde da força” faz essa previsão se baseando no segmento de data center.

Como disse Josué de Oliveira, produtor do Tecnocast e colunista, na disputa entre as inteligências artificiais das big techs, a Nvidia está torcendo é para a briga.

E enquanto debatemos se IAs generativas serão o futuro ou não, Jensen Huang vai fazendo o “pé-de-meia” trilionário dele. Hoje, após o anúncio do relatório financeiro, não tem produtor de couro pobre — e a bolsa americana abriu em alta com os resultados da Nvidia.

Com informações: The Verge

Relacionados