A popularização da telefonia móvel junto com o elevado custo de manutenção dos orelhões fez com vários deles sumissem das ruas, mas uma fiscalização da Anatel identificou que indicadores de disponibilidade não foram atingidos, e a agência obrigou a Oi a oferecer ligações gratuitas em 15 estados.

A medida está em vigor desde 1º de outubro e é válida até 30 de março de 2018. As chamadas são gratuitas apenas para telefones fixos, mas podem ser inclusive de longa distância. A obrigação vale para os estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espirito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.

A agência fez a medição no último mês de agosto, e todos os estados que receberão a sanção se encontraram com disponibilidade menor do que 90% de orelhões em funcionamento, que é a porcentagem mínima permitida. Quem teve o pior desempenho foi o Amazonas, com apenas 24% dos orelhões disponíveis.

Esse tipo de punição já existe há mais tempo — inclusive, vários dos estados acima já haviam recebido a punição dois anos atrás. Nota-se que as coisas não mudaram muito desde então, e parece ser mais barato receber a sanção do que consertar os aparelhos.

Afinal de contas, você lembra qual foi a última vez que você utilizou um telefone público? Porque eu não tenho a menor ideia.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Lucas Braga

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Canal Exclusivo

Relacionados