Redmi Smart Band 2, da Xiaomi, começa a ser vendida no Brasil

Pulseira fitness da Xiaomi, Redmi Smart Band 2 monitora trinta exercícios diferentes, possui oxímetro de pulso e tem bateria que dura quase duas semanas

Bruno Gall De Blasi
Por
Redmi Smart Band 2 desembarca no Brasil (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Smart Band 2 desembarca no Brasil (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Redmi Smart Band 2 já está à venda no Brasil. Nesta quinta-feira (16), a DL Eletrônicos anunciou a pulseira fitness da Xiaomi para o público brasileiro, que se destaca pelo corpo leve e a tela de 1,47 polegada sensível ao toque e colorida. O dispositivo ainda possui oxímetro de pulso e uma bateria de longa duração.

O wearable confere uma opção para quem deseja monitorar a saúde e exercícios sem gastar muito.

De acordo com a Xiaomi, o dispositivo monitora trinta atividades físicas diferentes, incluindo caminhada, corrida ao ar livre e muito mais. Esse rastreamento ocorre com o auxílio dos sensores para registrar batimentos cardíacos e a saturação de oxigênio no sangue (SpO2).

“É possível acompanhar em tempo real a duração do exercício, calorias queimadas e a frequência cardíaca, por exemplo”, ressaltaram em nota à imprensa.

A pulseira fitness ainda acompanha o sono e o ciclo menstrual. Também é possível averiguar o nível de estresse diretamente pelo pulso.

Redmi Smart Band 2 possui seis opções de cores (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Smart Band 2 possui seis opções de cores (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Redmi Smart Band 2 pesa apenas 14,9 gramas

Todo esse aparato acontece dentro de um dispositivo bem compacto, com apenas 9,99 mm de espessura. A Redmi Smart Band 2 também é leve e pesa apenas 14,9 gramas sem considerar a pulseira, que é de TPU e tem seis opções de cores: azul, marfim, preto, rosa, verde-oliva e verde-suave.

Já a tela touch TFT mede 1,47 polegada, 10,5% maior do que a Xiaomi Band 7, e oferece um brilho de até 450 nits. A fabricante ressalta que o dispositivo conta com cem mostradores e oferece resistência à água de até 5 ATM.

A bateria de 210 mAh é outro ponto que merece destaque. Segundo a fabricante, a pulseira fitness pode passar até 14 dias longe das tomadas em uso típico. Porém, se você exigir mais dela, a autonomia também é considerável: até seis dias.

O carregamento magnético leva até duas hora para levar a bateria de 0% até 100%.

Para se conectar ao celular, o acessório possui Bluetooth 5.1 (BLE) e é compatível com Android 6.0 ou posterior e iOS 12 ou mais recente. O dispositivo é gerenciado através do aplicativo Mi Fitness.

A Redmi Smart Band 2 já está à venda nas lojas físicas e virtual da Xiaomi no Brasil por R$ 399,99.

Relacionados