Samsung DeX no Galaxy Note 9 e Tab S4 ganha suporte a Linux em beta

Você pode se inscrever no Linux on DeX beta para rodar Ubuntu 16.04 LTS no Galaxy Note 9 ou Galaxy Tab S4

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Ubuntu no DeX

O Samsung DeX, recurso que transforma um celular ou tablet Galaxy em um PC, está ficando mais útil: a partir de segunda-feira (12), a Samsung vai liberar um programa de testes para rodar distribuições Linux nos aparelhos, começando pelo Ubuntu. A novidade estará disponível no Galaxy Note 9 e no Galaxy Tab S4, que não exigem mais um dock próprio para entrar no modo de desktop.

O Linux on DeX será um aplicativo que, quando acionado, dará acesso a vários sistemas operacionais. Dessa forma, os usuários poderão recorrer à distribuição de sua preferência sempre que a plataforma padrão do DeX e o ecossistema do Android não derem conta do recado — dá para rodar qualquer software de Linux compilado em ARM64.

O recurso é voltado principalmente para desenvolvedores. No ano passado, a Samsung demonstrou o Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus) rodando em um Galaxy Note 8 e abrindo um projeto em C++ na IDE Eclipse, com a documentação da plataforma aberta em plano de fundo no Firefox. Agora, o chamariz é que o DeX permitirá “trazer seu código com você, onde quer que você vá”.

Você pode se inscrever para testar o Linux on DeX beta nesta página. É preciso ter um nada barato Galaxy Note 9 ou Galaxy Tab S4 e informar seu e-mail @gmail.com para acessar o recurso antecipadamente.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados