Shopee cresce no Brasil e já tem 6 centros de distribuição

Novos espaços chegam para melhorar a logística da empresa no país; com a expansão, mais de 150 vagas de emprego estão disponíveis

Wagner Pedro
Por
• Atualizado há 7 meses
App da Shopee no celular (Imagem: Divulgação)
App da Shopee no celular (Imagem: Divulgação)

A Shopee está expandindo sua atuação no Brasil com cinco novos centros de distribuição. A medida tem como objetivo melhorar o processo de envio e reduzir o tempo de entrega no país, que já conta com mais de dois milhões de vendedores cadastrados. Com a abertura desses espaços, a empresa passa a oferecer mais de 150 vagas na área de logística.

Os centros de distribuição da Shopee estão localizados na região sudeste, mas especificamente em Barueri (SP), São João do Meriti (RJ), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Contagem (MG) e Santana do Parnaíba (SP). Lembrando que a companhia também dispõe de mini centros espalhados pelo país.

Esses espaços trabalham na modalidade cross-docking, onde os parceiros logísticos coletam os produtos e os envia para a unidade logística mais próxima. Dessa forma, eles são separados, organizados e distribuídos para as regiões de destino.

Por conta da expansão, mais de 150 vagas na área de logística estão disponíveis no site da empresa. A estratégia deve ajudar a Shopee a otimizar seus processos, desde a coleta até a entrega dos produtos.

Afinal, com um alto volume de vendas de itens de baixo preço, como capinhas de celular e outros acessórios, milhares de pacotes precisam ser enviados todos os dias, exigindo um sistema de distribuição consideravelmente maior.

Cresce o número de parceiros logísticos

A Shopee também vem investindo em entregas. Além dos Correios, a plataforma já fechou parceria com mais de 10 empresas de logística para atender melhor os clientes em todas as cidades do país.

O crescimento da Shopee tem sido notório desde sua chegada ao Brasil em 2019, atraindo diversos usuários e vendedores. A prova disso é que, em abril deste ano, o aplicativo da companhia ultrapassou o iFood, tornando-se o app de compras mobile mais usado pelos brasileiros.

Com informações: Reuters.

Relacionados