Correios

Marcos Pontes e presidente dos Correios não confirmam privatização da estatal

07/08 às 11h58 por

O ministro Marcos Pontes e o presidente dos Correios, general Floriano Peixoto, esclareceram em uma audiência na Câmara dos Deputados que a privatização da empresa não começou nem foi aprovada, pelo menos por enquanto; e que o processo deverá contar "com a participação de todos" se realmente ocorrer. A estatal é vinculada ao MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação). Em outro evento, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou a intenção de privatizar os Correios.

Novo presidente dos Correios não confirma privatização da estatal

26/06 às 17h50 por

O general Floriano Peixoto Neto assumiu nesta segunda-feira (24) a presidência dos Correios: ele substitui o general Juarez Aparecido Cunha, demitido por Jair Bolsonaro após criticar a privatização da estatal. No entanto, o novo presidente diz que a venda da ECT (Empresa de Correios e Telégrafos) ainda não é o foco; isso também precisará ser aprovado pelo Congresso.

Correios: Amazon e Alibaba estariam interessadas em comprar estatal

26/06 às 17h28 por

O governo está realizando estudos para a privatização dos Correios, e aparentemente duas empresas já demonstram interesse: a gigante do e-commerce Amazon e a chinesa Alibaba, que investem forte em operações próprias de logística. Jair Bolsonaro demitiu o presidente da estatal por ser contra o processo de venda.

Bolsonaro demite presidente dos Correios que criticava privatização

17/06 às 12h39 por

Jair Bolsonaro anunciou na sexta-feira (14) a demissão do presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha. "Aí complica", disse o presidente da República após justificar que Cunha teria ido ao Congresso e agido como sindicalista, opondo-se à privatização da estatal. Correios dizem que brasileiros vão arcar com custos da privatização Correios criticam plano de privatização:

Correios dizem que brasileiros vão arcar com custos da privatização

06/06 às 11h19 por

Os Correios levantaram mais uma crítica ao projeto de privatização: o general Juarez Aparecido Cunha, presidente da estatal, diz que apenas a parte lucrativa da empresa irá para a iniciativa privada, e os brasileiros terão que arcar com os custos do que restar. Alguns deputados querem dificultar a venda, mas os estudos de viabilidade já receberam "sinal verde" de Bolsonaro.

Correios permitem suspender entrega se você suspeitar de golpe

07/05 às 10h05 por

Os Correios lançaram nesta semana um novo serviço de suspensão de entrega: se você enviar uma encomenda mas descobrir que se trata de um golpe, pode solicitar que a entrega seja interrompida, e o objeto será encaminhado para devolução ao seu endereço. A novidade está disponível em todo o território nacional, mas a estatal avisa que isso não isenta os usuários de tomarem cuidado nas vendas via internet.

Correios criticam plano de privatização: “será uma perda para o país”

25/04 às 19h15 por

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira (25) que deu sinal verde para avaliar a privatização dos Correios, e a estatal se pronunciou pela primeira vez sobre o assunto: ela é obviamente contra a venda da ECT, dizendo que isso "será uma perda tanto para o país quanto para a sociedade". A empresa também lembra que outros países de grande extensão territorial mantêm o serviço postal nas mãos do governo.

Bolsonaro confirma “sinal verde” para plano de privatizar Correios

25/04 às 17h23 por

O presidente Jair Bolsonaro confirmou rumores divulgados na semana passada sobre a privatização dos Correios: o governo tem "sinal verde" para iniciar os estudos sobre a venda da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), com o objetivo de enxugar a máquina pública e reduzir dívidas. A estatal teve lucro em 2017 e 2018, mas sofreu perdas de R$ 5 bilhões nos dois anos anteriores. Governo vai unificar

Marcos Pontes defende privatização dos Correios “sem precipitação”

22/04 às 17h55 por

Diversas fontes apontam que o presidente Jair Bolsonaro está aberto à privatização de diversas estatais, incluindo a Petrobras, a Eletrobrás e os Correios. A empresa de cartas e entregas está subordinada ao Ministério das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação; o ministro Marcos Pontes diz que não é contra a venda para a iniciativa privada, mas quer que o processo seja feito "sem precipitação".

Correios querem criar “Uber das encomendas” para realizar entregas

26/03 às 18h55 por

Os Correios estão planejando se inspirar no modelo de negócios do Uber Eats, Rappi e iFood; no entanto, em vez de entregar comida, o serviço seria focado em encomendas. A ideia da estatal é se expandir para a área de entregas compartilhadas, usando funcionários próprios em parceria com empresas privadas. Correios são multados em R$ 21,9 milhões por concorrência desleal em entregas CPF v

Correios são multados em R$ 21,9 milhões por concorrência desleal em entregas

31/01 às 10h02 por

Os Correios estavam tentando prejudicar outras empresas que realizam entrega de encomendas. A estatal abriu processos judiciais sem fundamento, aumentou preços para determinados concorrentes, e se recusou a oferecer serviços para quem compete com ela. O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aplicou multa de R$ 21,9 milhões e impôs medidas para que isso não aconteça de novo. Correios aumentam valor do frete em 8% e barateiam PAC para lojas online

Correios aumentam valor do frete em 8% e barateiam PAC para lojas online

29/01 às 17h01 por

Os Correios anunciaram um reajuste no valor dos fretes: eles ficarão 8,03% mais caros, em média — o aumento varia dependendo da localidade. Os novos preços começam a valer no dia 6 de março. No entanto, o PAC deve ficar até 4% mais barato para lojas online. Além disso, micro e pequenas empresas poderão adquirir pacotes de serviços mais acessíveis como o Correios Fácil. Correios lançam Compra Fora para entregar produtos dos EUA no Brasil

Carregar mais posts