TikTok foi banido na Austrália e multado no Reino Unido

Aparelhos de propriedade do governo australiano não podem mais usar o app chinês; já a multa do Reino Unido é relacionada principalmente ao uso do programa por crianças

Ricardo Syozi
Por
TikTok
TikTok (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O TikTok recebeu duas más notícias no mesmo dia, mas vindas de países diferentes. Na Austrália, o aplicativo de vídeos curtos sofreu um banimento de todos os dispositivos de propriedade do governo do país. Já no Reino Unido, o programa foi multado em £ 12,7 milhões (perto de R$ 80,5 milhões) por violar a lei de proteção de dados, o que inclui regras destinadas a proteger as crianças.

O banimento australiano foi oficializado na terça-feira (4) e ficará vigente “assim que possível”. Segundo o país, a decisão surgiu por preocupações relacionadas à segurança. Assim, qualquer dispositivo diretamente relacionado ao governo da Austrália não poderá mais utilizar o app chinês.

A região da Oceania passou a se juntar a países como os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Bélgica e a Nova Zelândia em proibir o uso do aplicativo por aparelhos federais.

Um porta-voz do TikTok afirmou que estão “extremamente decepcionados” com a decisão, pois ela teria sido tomada por “motivos políticos e não por fatos”.

TikTok recebeu multa no Reino Unido

Ainda na terça-feira (4), a região do Reino Unido anunciou que vai multar o TikTok em 12,7 milhões de libras (cerca de 80,5 milhões de reais).

A agência reguladora denominada Information Commissioner’s Office (ICO) afirmou que o app chinês violou os requisitos de transparência e equidade da Regulação Geral de Proteção de Dados (GDPR). Isso porque, a empresa falhou em oferecer informações sobre a coleta de dados aos usuários.

Além disso, a companhia não fez o “suficiente” para checar quem realmente estava usando a plataforma. Ela teria falhado em tomar ações para impedir que menores de idade usassem o programa. A investigação ocorreu entre maio de 2018 e julho de 2020, na qual estimou que 1,4 milhão de crianças menores de 13 anos usaram o aplicativo.

Um porta-voz do ICO liberou um comunicado:

Multamos o TikTok por prestar serviços a crianças menores de 13 anos no Reino Unido e processar seus dados pessoais sem consentimento ou autorização de seus pais, ou cuidadores. Esperamos que o TikTok continue seus esforços para fazer verificações adequadas para identificar e remover crianças menores de idade de sua plataforma.

tiktok Londres
Anúncio do TikTok em Londres (Imagem: Reprodução / Internet)

O TikTok vende informações dos usuários?

Vale lembrar que no dia 23 de março, o CEO do TikTok foi ao congresso dos Estados Unidos para responder diversas questões do Comitê de Energia e Comércio do país.

Uma das principais questões que Shou Zi Chew teve que esclarecer foi se o aplicativo de vídeos curtos coleta e vende dados dos usuários. O empresário tentou desviar ao fazer afirmações pouco esclarecedoras, o que irritou os políticos presentes no local.

Frank Pallone, do partido Democrata e representante do Comitê, foi bastante direto: “Você vende dados para qualquer pessoa?”.

Contudo, o CEO apenas disse que “retornaria com mais detalhes”.

Com informações: Reuters e TechCrunch.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ricardo Syozi

Ricardo Syozi

Ex-autor

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. No Tecnoblog, autor entre 2021 e 2023. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral.

Canal Exclusivo

Relacionados