TV de milhões: Samsung lança primeira televisão MicroLED do Brasil

Televisor mede 110 polegadas e custa R$ 1 milhão; linha The Wall foi lançada em 2018 e é o topo de linha do portfólio de smart TVs Samsung

Felipe Freitas
Por
The Wall MicroLED Samsung (Imagem: Divulgação/Samsung)
Televisão The Wall é a primeira TV MicroLED do Brasil (Imagem: Divulgação/Samsung)

A Samsung anunciou nesta quinta-feira (4) o lançamento da primeira televisão MicroLED do Brasil. A smart TV da linha The Wall possui 110 polegadas e seu tamanho só não é menor que o seu “precinho”: R$ 1 milhão de reais. O valor é “justificável” (foco nas aspas) pelo microLED ser uma tecnologia ainda jovem e com componentes mais caros.

A smart TV The Wall MicroLED tem um brilho muito maior que televisores com painel OLED. A Samsung não chegou a apresentar os valores, mas a tecnologia do painel entrega mesmo essa vantagem. No início deste ano, a fabricante anunciou uma TV do tipo com brilho de 4.000 nits.

TV The Wall MicroLED da Samsung chega no Brasil

A Samsung ainda não divulgou quando começará a venda da televisão The Wall MicroLED no Brasil. A smart TV estará a venda no site da Samsung, Fast Shop e outros canais de vendas especializados.

Como esperado de um produto topo de linha, suas especificações são premium. A The Wall possui taxa de atualização de 120 Hz, som com tecnologia Dolby Atmos de 100 W de potência e 6.2.2. canais de áudio.

The Wall MicroLED Samsung (Imagem: Divulgação/Samsung)
The Wall MicroLED Samsung (Imagem: Divulgação/Samsung)

E claro, por R$ 1 milhão de reais você também terá uma alta resolução. A The Wall MicroLED é uma televisão com suporte para resolução 4K. Ela também possui suporte para o Samsung SmartThings.

O seu tamanho de 110 polegadas pode ser dividido em até quatro telas de quatro fontes diferentes de HDMI.

TVs MicroLED são caras e mostram avanço tecnológico

O painel MicroLED é formado por LEDs microscópicos, que chegam a medir menos 100 micrômetros (unidade de medida equivalente à 1 metro dividido por 1 milhão). Cada pixel da tela é formado por três microLEDs, sendo que cada um exibe uma cor do RGB. A TV The Wall anunciada pela Samsung possui quase 25 milhões desses LEDs microscópico.

Como os microLEDs geram sua própria luz, eles podem se apagar e entregar pretos perfeitos, assim como o OLED. Porém, por ser feito de material orgânico, o desgaste do OLED é mais rápido. Enquanto televisões de microLED tem uma maior vida útil. O painel também consume menos energia.

Receba mais sobre Samsung na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados