Twitter realmente manipulou o algoritmo para mostrar tweets do Musk para mais pessoas

Necessidade de ter engajamento fez o CEO da plataforma exigir de seus funcionários uma forma de garantir as impressões e aumentar sua popularidade

Ricardo Syozi
Por
Elon Musk com boca aberta, de onde saem pássaros do Twitter
Elon Musk gosta de ter destaque em sua rede social (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

No domingo (12), Elon Musk postou um tuíte apoiando o time do Philadelphia Eagles na partida do Super Bowl. O presidente americano, Joe Biden, fez uma postagem similar. Contudo, o engajamento do CEO do Twitter ficou bem abaixo do político, o que gerou frustração por parte do empresário, que acabou deletando o conteúdo. Curiosamente, menos de um dia depois, diversos usuários notaram um aumento absurdo de posts de Musk na aba “Para você” da rede social. Bom, não foi coincidência.

Essa história pode parecer um episódio de uma sitcom, mas ela é real e foi baseada em entrevistas e documentos de pessoas familiarizadas com os eventos. Tudo foi relatado por Casey Newton do Platformer e Zoe Schiffer do The Verge.

Após o famigerado tuíte seguido da frustração, James Musk, primo de Elon, enviou uma mensagem urgente para todos os engenheiros da rede social do passarinho:

Estamos depurando um problema com o engajamento em toda a plataforma. Qualquer pessoa que possa fazer dashboards e escrever software, por favor, você pode ajudar a resolver esse problema. Trata-se de uma urgência elevada. Se você está disposto a ajudar, por favor, dê um joinha nesse post.

Esse senso de urgência parecia algo crítico, mas quando os programadores e desenvolvedores logaram em suas contas para dar uma força, eles logo notaram que tudo isso era sobre o tuíte de Musk ter conseguido menos engajamento do que o de Joe Biden.

Vale apontar que o post do presidente americano teve 29 milhões de impressões, enquanto o de Elon Musk conseguiu pouco mais de 9,1 milhões antes de receber o machado.

Relatos do Platformer apontam que o CEO do Twitter pegou seu jatinho particular no domingo e seguiu para exigir respostas de seu time. O que resultou em uma mudança repentina da noite para o dia.

Twitter (Imagem: Ravi Sharma/Unsplash)
App do Twitter (Imagem: Ravi Sharma/Unsplash)

Engajamento forçado é a nova onda do imperador

Menos de 24 horas depois da frustração por ter sido superado pelo presidente dos Estados Unidos, um dos homens mais ricos do mundo decidiu ter ainda mais destaque em sua rede social.

A partir daí, muitos usuários afirmaram que os tuítes de Elon Musk surgiram aos montes na aba “Para você”. Inicialmente, tudo parecia um bug, mas logo o líder da plataforma fez uma brincadeira de mau gosto que deixou as pessoas desconfiadas.

No entanto, essa brincadeira esconde que o dono do Twitter ameaçou de maneira veemente os engenheiros do site. Assim, eles decidiram desenvolver um sistema de boost artificial no qual Musk se beneficiaria sozinho de promoções de suas postagens para toda a base de usuários.

Essa obsessão por engajamento está fazendo com que o CEO exija cada vez mais de seus funcionários. Entretanto, alguns profissionais apontam que um dos motivos da redução de impressões foi causada devido aos vários “bloqueios” e “silêncios” que o empresário recebeu nos últimos meses.

Ou seja, seu comportamento acabou se tornando sua queda. Claro que apenas no que se refere a popularidade no Twitter.

Questão já foi resolvida, mais ou menos

Por fim, após diversos relatos e reclamações por parte das pessoas, o dono da rede social do passarinho afirmou que a situação estava sendo ajustada. Porém, é claro que ele usou o tom de brincadeira novamente:

Por favor, fiquem ligados enquanto nós fazemos ajustes no uh… ‘algoritmo’.

O tal boost artificial recebeu uma diminuição considerável, mas ele ainda está ativo. Como resultado, os posts de Elon Musk estão com cerca de 43 milhões de impressões, um número bem mais alto do que o padrão recente do magnata.

Com informações: The Verge.

Relacionados