Windows 10 deve ganhar nova loja de apps com muito mais programas e jogos

Microsoft pode flexibilizar políticas da loja para atrair mais desenvolvedores e usuários; interface também deve ser renovada

Ana Marques
Por
• Atualizado há 6 meses
Microsoft Store (Imagem: Reprodução/Microsoft)
Microsoft Store (Imagem: Reprodução/Microsoft)

A Microsoft pode lançar uma grande atualização para sua loja de aplicativos do Windows 10 em breve. A empresa estaria planejando uma plataforma com muito mais programas e jogos, dando espaço para que mais desenvolvedores enviem seus apps, cativando também mais usuários.

Segundo informações do Windows Central, a Microsoft planeja uma reformulação completa, o que também vai alterar as políticas para admissão de softwares, em teoria, deixando as regras menos rígidas. As alterações podem trazer apps como o Google Chrome e Firefox para a loja, bem como os produtos do Adobe Creative Cloud.

As fontes ouvidas pelo site afirmam que os desenvolvedores poderão enviar apps Win32 sem compactação em MSIX, e não precisarão mais usar necessariamente o sistema da loja da Microsoft para atualizar seus apps – as atualizações poderão ser hospedadas em uma CDN própria.

Além disso, segundo os rumores, os desenvolvedores poderão usar plataformas de terceiros para realizar vendas dentro dos aplicativos.

Nova loja do Windows 10 deve ganhar atualizações mensais

A loja deve receber atualizações mensais com melhorias e novos recursos, além de proporcionar uma melhor experiência de download, especialmente para aplicativos maiores, como jogos pesados.

A expectativa é de que a interface da nova loja siga o padrão adotado para a atualização de codinome “Sun Valley”, esperada para o final de 2021.

Com informações: Windows Central

Receba mais sobre Windows 10 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados