Windows 10 ganha novo gerenciador de tarefas para gamers

Novo gerenciador de tarefas para o Windows 10 fica no Xbox Game Bar e permite fechar apps e processos com mais facilidade

André Fogaça
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Novo widget para gerenciador de recursos no Xbox Game Bar (Imagem: reprodução/BleepingComputer)
Novo widget para gerenciador de recursos no Xbox Game Bar (Imagem: reprodução/BleepingComputer)

A Microsoft disponibilizou uma espécie de novo gerenciador de tarefas, desta vez focado no público gamer. A ferramenta não substitui a solução padrão do Windows 10; ela funciona dentro do aplicativo Xbox Game Bar, que está sendo atualizado através da loja oficial de aplicativos do sistema operacional.

O gerenciador de tarefas nativo do Windows 10 já é bastante completo, oferecendo informações sobre recursos como RAM, uso do disco, da rede e até mesmo qual GPU está gerando os gráficos no momento. Mesmo com todos estes dados, a Microsoft resolveu criar uma versão alternativa do gerenciador e que faz parte do aplicativo Xbox Game Bar – aberto quando o usuário aperta a tecla Windows + G.

A novidade começa a chegar para o Windows 10 a partir desta semana e adiciona um novo widget chamado Recursos. Ele tem interface muito parecida com o gerenciador de tarefas, mas segue o tema escuro do Xbox Game Bar e exibe qual é a porcentagem de uso da CPU, GPU, RAM e disco de cada app aberto no momento, junto dos processos em segundo plano.

Gerenciador do Windows 10 é parecido, mas não idêntico

A principal diferença prática deste para o gerenciador tradicional do sistema operacional está em um “X” que permite fechar rapidamente o app ou processo. Diferente dos outros widgets, como Xbox Social, Áudio, Desempenho e Spotify, o Recursos ocupa parte considerável da tela. Ele não substitui o widget Desempenho, que lista a porcentagem de uso do processador, placa gráfica, RAM e a quantidade de quadros por segundo que o hardware está entregando.

O novo gerenciador de tarefas do Windows 10 foi lançado nesta semana e segue um cronograma de disponibilidade semelhante ao que acontece em produtos do Google. Isso significa que ele poderá levar alguns dias para chegar aos usuários. Eu testei aqui, com o app atualizado na Microsoft Store, e ainda não recebi o recurso.

Com informações: BleepingComputer.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
André Fogaça

André Fogaça

Ex-autor

André Fogaça é jornalista e escreve sobre tecnologia há mais de uma década. Cobriu grandes eventos nacionais e internacionais neste período, como CES, Computex, MWC e WWDC. Foi autor no Tecnoblog entre 2018 e 2021, e editor do Meio Bit, além de colecionar passagens por outros veículos especializados.

Canal Exclusivo

Relacionados