Vai ficar mais difícil conseguir um selo de canal verificado no YouTube

Canais já verificados, mas que não atendem aos novos critérios perderão o selo

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos
Mohamed Hassam / YouTube / Pixabay / como ganhar dinheiro no Youtube

O YouTube permite que qualquer canal com mais de 100 mil inscritos solicite um selo de verificação. Ou melhor, permitia: o serviço anunciou nesta quinta-feira (19) um conjunto mais rígido de condições para o selo, o que significa que os youtubers de plantão terão mais dificuldades para ter contas verificadas.

Esse selo de autenticidade foi criado para atestar que o canal pertence à pessoa ou organização que afirma estar por trás dele. Mas, para muitos editores, essa também é uma forma de aumentar a credibilidade e o prestígio do canal, o que pode ajudar na obtenção de parcerias comerciais, por exemplo.

Ao justificar as mudanças, o YouTube ressaltou que o seu programa de verificação não é uma forma de recomendar canais ou premiá-los. Essa é uma preocupação crescente, pois uma pesquisa mostrou que mais de 30% dos usuários da plataforma interpretam o selo erroneamente, como se o YouTube estivesse endossando o conteúdo do canal que o contém.

Por isso, além de elevar os critérios para obtenção do selo, canais já checados, mas que não correspondem às novas exigências deixarão de constar como verificados.

A partir de agora, o YouTube se focará em verificar os canais que realmente precisam atestar a sua autenticidade. É o caso de artistas, personalidades famosas, empresas e organizações que, por serem reconhecidas, podem ter os seus nomes explorados por outros canais.

O YouTube também levará em conta se o canal é reconhecido fora da plataforma, tem ampla presença online e se possui um nome parecido com o que é usado por outros canais. Com isso, o número de inscritos passa a não ser tão importante.

YouTube - verificado

YouTube - artista verificado

Aparentemente, o YouTube vai combinar análise por algoritmo com checagem humana para determinar se um canal deve constar como verificado ou não.

Se positivo, o nome do canal será exibido com uma barra cinza de fundo. Os ícones de checagem e música (usado para verificar canais de artistas) deixarão de ser mostrados porque muitos editores usam os mesmos símbolos nos nomes de seus canais para simular o selo de verificação.

As mudanças passam a valer em outubro. Canais que deixarão de ser verificados já estão sendo notificados a respeito e poderão contestar a decisão.

Essa não é a única mudança que tende a desagradar aos youtubers: recentemente, o YouTube deixou de mostrar a quantidade exata de inscritos nos canais sob o argumento de diminuir a pressão por números sobre os editores.

Com informações: TechCrunch.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados