YouTube tem finalizado vídeos de quem usa bloqueador de anúncios

Usuários têm relatado que vídeos no YouTube avançam repentinamente até o final quando bloqueadores de anúncios estão ativados

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 3 dias
Ilustração com as marcas do YouTube e de aplicativo de adblock
YouTube está finalizando vídeos de quem usa bloqueador de anúncios (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Estaria o YouTube em mais uma ofensiva contra bloqueadores de anúncios? A dúvida surgiu depois que usuários dessas ferramentas notaram que os vídeos reproduzidos avançam repentinamente para o final, mas tudo volta ao normal quando o bloqueio é desativado.

Vídeo finalizado ou sem áudio

Os relatos desses comportamentos estranhos começaram a aparecer em redes sociais e fóruns. No Reddit, um usuário relatou que, ao abrir um novo vídeo no YouTube, o serviço não leva nem cinco segundos para avançar a reprodução até o final. Quase ao mesmo tempo, outro usuário relatou que o vídeo fica mudo.

Ambos os casos foram respondidos por usuários que relataram os mesmos problemas. Alguns perceberam que o comportamento estranho persiste mesmo quando a reprodução é reiniciada ou o conteúdo é avançado manualmente para uma parte específica.

Praticamente todos os casos têm uma característica em comum: o uso de uma ferramenta de bloqueio de anúncios.

A solução logo foi descoberta. Boa parte das respostas apontou que o problema simplesmente some quando o bloqueador é desativado.

YouTube
Usuários relatam vídeos finalizados ou mudos com uso de adblocks no YouTube (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Bug no adblock ou reação do YouTube?

Como há muitos relatos para os mesmos problemas em um curto intervalo de tempo, fica no ar a desconfiança de que o YouTube implementou algum mecanismo que interfere na reprodução de vídeos se bloqueadores de anúncios forem detectados.

Mas o 9to5Google destaca que os problemas também podem ser causados por bugs no próprio bloqueador de anúncios. O veículo lembra que, no início do ano, uma falha no AdBlock (um dos bloqueadores mais populares) fez vídeos do YouTube carregarem lentamente ou deixarem o computador sobrecarregado.

Pelo menos até o momento, não há nenhum comunicado do YouTube sobre os problemas. Mas não é exagero dos usuários afetados desconfiarem de uma possível ação da plataforma. Afinal, desde 2023 que o YouTube vem exibindo avisos que interrompem vídeos após um bloqueador de anúncios ser detectado.

Para quem quer consumir conteúdo na plataforma sem anúncios e sem recorrer aos tais bloqueadores, o YouTube aponta para um único caminho: uma assinatura Premium. No Brasil os preços atuais são os seguintes:

  • Individual: R$ 24,90 por mês
  • Individual anual: R$ 249 (equivalente a R$ 20,75 por mês)
  • Família: R$ 41,90 por mês (para até cinco pessoas)
  • Estudante: R$ 13,90 por mês

Relacionados