Como usar o DNS do Google

Descubra as vantagens e desvantagens do serviço de DNS público do Google, e como fazer para utilizá-lo no Windows, macOS ou celular

Ronaldo Gogoni
Por

O Google possui seu próprio servidor DNS público, um serviço que se encarrega de conectar você a todos os sites da internet, sem precisar digitar uma série de endereços IP. E configurá-lo é bastante simples. Veja como e quais são as vantagens de mudar seu DNS.

Pessoa mexendo em notebook com Windows. )Imagem: Windows/Unsplash)
Veja como usar o DNS do Google no PC (Imagem: Reprodução/Unsplash)

Como usar o DNS do Google no computador

1. Windows 10 e 11

Tempo necessário: 5 minutos.

O procedimento no Windows 10 e 11 é bem semelhante e sem muita burocracia. Veja o passo a passo a seguir.

  1. Acesse as configurações

    Primeiramente, abra o Menu Iniciar e clique em “Configurações” — identificado pelo símbolo da engrenagem;Como usar o DNS do Google no WIndows

  2. Selecione o menu de rede e internet

    Clique em “Rede e Internet” e clique em “Alterar opções de adaptador“;Como usar o DNS do Google no WIndows

  3. Selecione a rede

    Clique com o botão direito do mouse na sua conexão de internet ativa e selecione “Propriedades” — o Windows pode pedir a senha de administrador;Como usar o DNS do Google no WIndows

  4. Abra o Protocolo IPv4

    Em “Protocolo IP Versão 4 (TCP/IPv4)“, clique em “Propriedades“;

  5. Troque o DNS

    Habilite a opção “Usar os seguintes endereços de servidor de DNS” e insira os seguintes endereços:

    -> Primário – 8.8.8.8;
    -> Secundário – 8.8.4.4.

Pronto! Agora é só confirmar as alterações. Abaixo, veja como usar o DNS do Google no macOS.

2. macOS

  1. Clique no Menu Apple (o ícone da maçã);
  2. Clique em Preferências do Sistema, depois em Rede;
  3. Clique em sua conexão ativa;
  4. Clique no botão Avançado, e acesse a aba DNS;
  5. Delete todos os endereços que estiverem na tabela esquerda, e clique no botão (+) para adicionar novos;
  6. Insira os seguintes endereços:
    Primário – 8.8.8.8;
    Secundário – 8.8.4.4;
  7. Confirme as alterações.

Como usar o DNS do Google no celular

Também é possível alterar o DNS no Wi-Fi do seu smartphone. Veja como abaixo.

1. iOS

  1. Acesse o Wi-Fi
    Abra as configurações do iOS e toque no ícone da sua rede Wi-Fi. Na sequência, toque no botão “i” para abrir mais opções;
  2. Troque o DNS
    Role a tela para baixo e em “Configurar DNS” selecione “Manual“. Por fim, toque em “Adicionar Servidor” e coloque as informações presentes no print abaixo.

Pronto! DNS alterado no iOS. Também é possível fazer a mudança em dispositivos Android.

2. Android

  1. Acesse o Wi-Fi
    Abra as configurações do Android e toque em “Rede e Internet“. Na sequência, acesse sua rede Wi-Fi abrir mais opções;
    Como usar o DNS do Google no Android
  2. Edite a rede
    Toque no ícone de engrenagem e selecione o lápis, localizado no lado superior direito, para editar sua rede;
    Como usar o DNS do Google no Android
  3. Troque o DNS
    Em “Configurações de IP” selecione a opção “Estático“. Role a tela para baixo, digite o DNS do Google e salve as alterações.

Além da possibilidade de alterar o DNS no computador ou no celular, é possível fazer essa mudança direto no roteador. Veja detalhes a seguir.

Como usar o DNS do Google no roteador

Para alterar direto do roteador é preciso seguir alguns passos:

  1. Acesse as configurações do seu roteador
    Aqui, é preciso digitar o endereço de IP do dispositivo — na maioria das vezes o endereço 192.168.0.1 é funcional;
  2. Faça login
    Informe o nome de usuário e senha e faça login para ter acesso às opções;
  3. Troque o DNS
    Procure pela seção WAN na interface do roteador e troque o endereço de DNS para Primário -> 8.8.8.8 e Secundário -> 8.8.4.4.

Agora é só salvar as alterações. Em alguns casos, pode ser necessário reiniciar o roteador para que as mudanças tenham efeito.

Quais as vantagens e desvantagens do DNS do Google?

O serviço de DNS do Google é mais um entre os vários gratuitos, como o OpenDNS. Você não precisa pagar para usar e pode usufruir dele em todos os seus dispositivos. Como vantagens, o DNS do Google conta com a infraestrutura do gigante de buscas por trás. Logo, é bastante rápido e estável, e conta com métodos de implementação que agilizam ainda mais a busca por endereços, além de proteção contra ataques DDoS.

Além disso, é rápido: é diretamente ligado ao motor de busca do Google, que varre a internet atrás de dados de sites, endereços IP, nomes de domínio e suas conexões. Todas essas consultas são armazenadas previamente em cache agilizando o acesso.

Como desvantagem, o DNS do Google não oferece alguns recursos presentes em similares pagos ou mesmo gratuitos, como o OpenDNS, tais como filtros adicionais, a possibilidade de bloquear conteúdos adultos, e proteção contra ataques de phishing.

Ronaldo Gogoni

Ronaldo Gogoni é formado em Análise de Desenvolvimento de Sistemas e Tecnologia da Informação pela Fatec (Faculdade de Tecnologia de São Paulo). No Tecnoblog, fez parte do TB Responde, explicando conceitos de hardware, facilitando o uso de aplicativos e ensinando truques em jogos eletrônicos. Atento ao mundo científico, escreve artigos focados em ciência e tecnologia para o Meio Bit desde 2013.

Relacionados

Relacionados