O que é um e-mail transacional?

Informações sobre contas e pedidos online; veja o que é um e-mail transacional e por que a estratégia é interessante

Amanda Machado
Por
• Atualizado há 4 meses
O que é um e-mail transacional? (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

É comum, diariamente, a nossa caixa de entrada estar repleta de e-mails dos mais variados tipos. E para as pessoas que, como eu, tem o costume de comprar pela internet ou possui várias contas e assinaturas, as mensagens transacionais são ainda mais frequentes entre os recebidos. Vem comigo, entender o que é um e-mail transacional e qual a sua importância, principalmente para vendas online. Eu te explico tudinho. 😉

Bom, e-mails transacionais são aqueles e-mails automatizados, enviados para uma pessoa, na maioria das vezes, para passar uma informação sobre uma conta ou status de uma compra online, por exemplo. Como o próprio nome diz, são relativos a uma transação, ação, troca ou transferência.

Nesse sentido, eles são enviados com informações exclusivas e relevantes apenas para aquele determinado destinatário. Bem diferente do e-mail promocional, que, geralmente, é enviado em massa, com a mesma informação para todas as pessoas e exclusivamente focado em vendas.

Por exemplo, vamos imaginar que você comprou um tênis em uma loja virtual. Ao finalizar a compra, você recebe um e-mail com todas as informações do seu pedido: o tênis escolhido, o tamanho, o preço pago, a forma que você utilizou para pagar, o endereço de entrega e o status. Isso é um e-mail transacional. Você recebeu uma “notificação” sobre uma compra que realizou e só diz respeito a você.

Mas não é apenas nessa situação que um e-mail transacional pode ser usado. Existem outros exemplos também presentes em nosso dia a dia. São eles:

  • Carrinho abandonado: quando você coloca produtos no carrinho de uma loja virtual e sai da página. Nesse caso é comum receber e-mail transacional te lembrando dos produtos que selecionou e “abandonou”;
  • Recebimento de pedidos: são geralmente enviados e-mails de confirmação de entrega, com detalhes do pedido feito;
  • Assinaturas: quando você assina um serviço, cancela, muda a forma de pagamento ou informações de cadastro, por exemplo;
    screenshot e-mail transacional cancelamento de assinatura
  • Conversões em páginas: seja quando você se inscreve para baixar um material, acessar algo gratuito ou participar de eventos, é comum receber confirmações ou lembretes;
  • Atendimento online: envio de solicitação de suporte ou respostas a atendimentos online;
  • Configurações de contas: quando a senha ou logins são redefinidos, ou há acessos suspeitos;
  • Solicitação de feedback: principalmente em casos de eventos, cursos online ou compras em lojas virtuais.

Por que é interessante investir em e-mails transacionais?

Existem quatro vantagens importantes sobre o uso dos e-mails transacionais que eu quero destacar aqui. A primeira é a questão do contato próximo com o público/consumidor. Essa estratégia permite que a marca tenha uma comunicação mais pessoal, já que são enviados e personalizados com o nome da pessoa e informações que somente ela sabe.

Isso nos leva a mais duas vantagens: a possibilidade de criar uma comunicação mais informal e simples, como se a empresa e o cliente fossem amigos, o que reforça a questão da proximidade; e a questão do cuidado que o cliente sente, visto que os e-mails transacionais mostram a preocupação da marca em mantê-lo informado sobre os acontecimentos.

Por último, mas não menos importante, esse modelo de e-mail traz uma excelente oportunidade para apresentar coisas novas. No caso de um e-commerce, é possível sugerir outros produtos relacionados àqueles que o consumidor comprou. Em um cancelamento de serviço você pode oferecer outras soluções desconhecidas pelo cliente.

Os e-mails transacionais permitem um contato mais próximo com o público/consumidor. (Imagem: Torsten Dettlaff / Pexels)

Quais cuidados tomar com essa estratégia?

Mesmo sendo uma estratégia bastante comum e também vantajosa, como já comentei no tópico acima, é importante também destacar os pontos de atenção com os e-mails transacionais:

  • Tempo: é preciso que o timing do envio seja ideal e siga as ações do público/consumidor. Se a pessoa fechou o pedido, é importante que ela receba logo em seguida o e-mail de confirmação de compra, por exemplo.
  • Comunicação com a marca: a linguagem e o visual devem conversar com a marca, trazer a identidade dela para que o destinatário consiga entender, de primeira, do que se trata.
  • Confiança: é importante utilizar endereço e assinatura que deixam evidentes que estão sendo enviados pela empresa em questão, isso passa mais confiança ao destinatário.
  • Quantidade de informação: e-mails transacionais precisam ser rápidos, nada de textão e imagens gigantes. Eles devem passar a informação que o destinatário precisa, com simplicidade. Lembra da dica de inserir coisas novas para a pessoa conhecer sobre a empresa? Nada de exagerar nessa parte também. O e-mail transacional não é promocional.

Como criar e-mails transacionais?

Existem diversas ferramentas que permitem a criação de e-mails transacionais em fluxos para enviar automaticamente para os destinatários. Inclusive, temos um conteúdo exclusivo com 5 dicas de ferramentas de e-mail gratuitas que podem te ajudar nessa tarefa. Vale a pena conferir!

Gostou do conteúdo? Ele tirou suas dúvidas sobre o assunto? Vem me contar nos comentários 😄

Com informações: MailChimp.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Amanda Machado

Amanda Machado

Analista de Mídias Sociais

Amanda Machado é jornalista e faz parte da equipe do Tecnoblog desde 2021, atualmente como analista de mídias sociais. Formada pela Universidade Norte do Paraná, iniciou sua carreira na produção de conteúdo online. Trabalhou por três anos como redatora de blogs em diferentes segmentos. Por um ano ficou à frente da newsletter da Nowall School, abordando temas sobre redes sociais, tecnologia e estratégias digitais. Nesse período também assumiu a função de planejar e produzir conteúdos para o Instagram.

Relacionados