TSE

Artigos de TSE

Positivo fornecerá 180 mil urnas eletrônicas para eleições de 2022

às 19h03 por

A licitação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por novas urnas eletrônicas para as eleições de 2022 foi vencida pela Positivo, que fabricará os aparelhos pela primeira vez. Segundo a Exame, que publicou a informação, a empresa venceu o processo ao apresentar uma oferta de quase R$ 800 milhões pela fabricação de 180 mil urnas para o próximo pleito presidencial.

Sites do TSE e Dataprev (auxílio emergencial) ficam fora do ar

às 18h12 por

Dois serviços estão fora do ar no Brasil nesta quarta-feira (6): o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pois hoje é o último dia de regularização e emissão do título de eleitor; e o portal de consulta da Dataprev sobre a situação do auxílio emergencial de R$ 600 oferecido através da Caixa.

Urnas eletrônicas têm duas falhas de segurança em teste para eleições

às 19h23 por

A menos de um ano das eleições, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fez uma nova rodada de testes de segurança em urnas eletrônicas. O evento é realizado desde 2009 e, desta vez, permitiu encontrar duas falhas no sistema eletrônico de votação. TSE poderá punir candidatos que espalharem fake news Como fazer o agendamento de biometria do Título de Eleitor

WhatsApp sugere ao TSE regra eleitoral que proíbe mensagens em massa

às 12h03 por

Em audiência pública realizada durante a última quarta-feira (27) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o WhatsApp sugeriu um acréscimo para as regras de propaganda das eleições municipais de 2020: que o disparo de mensagens em massa por meio eletrônico seja proibido. WhatsApp prepara opção de autodestruir mensagens em grupos Como usar o

TSE poderá punir candidatos que espalharem fake news

às 14h50 por

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já discute as normas para as eleições municipais de 2020. Um dos pontos em debate envolve o compartilhamento de fake news, que marcou o pleito de 2018. Para tentar reduzir a disseminação de notícias falsas, o órgão quer responsabilizar os candidatos pela prática. WhatsApp deverá revelar se empresas fizeram disparos em massa nas eleições

WhatsApp, Facebook, Google e Twitter se unem ao TSE contra fake news

às 11h02 por

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou no final de agosto uma ação de combate às fake news ligadas às eleições. A iniciativa conta com dezenas de instituições públicas e privadas como parceiras e, agora, ganhou o apoio de WhatsApp, Facebook, Google e Twitter. WhatsApp nas eleições: TSE pede linhas que fizeram disparos ilegais

WhatsApp nas eleições: TSE pede linhas que fizeram disparos ilegais

às 14h30 por

As operadoras serão obrigadas a apresentar ao TSE os números de linhas telefônicas de quatro empresas de comunicações suspeitas de disparar mensagens irregularmente durante as eleições de 2018. A corregedoria da Justiça Eleitoral intimou Claro, Oi, TIM, Vivo, Nextel, Algar, Datora, Terapar e a já extinta Porto Seguro Conecta. WhatsApp confirma que eleição de 2018 teve envio em massa de mensagens

Como fazer o agendamento de biometria do Título de Eleitor [saiba se você vai precisar]

às 12h27 por

O agendamento de biometria do Título de Eleitor é um procedimento obrigatório para quem deseja continuar a votar (e a fazer outras coisas) já que o cadastramento das impressões digitais passou a ser obrigatório a todos os eleitores. No entanto, nem todas as cidades estão realizando o processo e algumas até já o encerraram. Saiba aqui como fazer o agendamento, saber se a sua cidade está cadastrando e que documentos levar.

TSE investiga se hackers invadiram sistema da Justiça Eleitoral

às 14h19 por

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai investigar se hackers tiveram acesso ao sistema interno da Justiça Eleitoral. Os invasores alegam ter o código-fonte do sistema Gedai-UE, que grava o sistema operacional e a lista de eleitores na urna eletrônica; no entanto, eles não teriam quebrado o sigilo do voto. Como pagar a multa do TSE para quem não justificou o voto na Eleição

TSE nega pedido do PSOL para restringir WhatsApp até eleições

às 16h21 por

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou uma liminar ao PSOL, que solicitava a restrição de recursos do WhatsApp até domingo (28), data do segundo turno das eleições. O partido argumentava que a medida era necessária para evitar a disseminação de notícias falsas. Como funciona o spam no WhatsApp que pode ter beneficiado Bolsonaro

Carregar mais posts