Ir para o conteúdo.

Início » Software e Apps Web e Redes Sociais » Chrome vai usar motor de renderização próprio, o Blink

Surpresa do dia: o Google acabou de anunciar que o Chrome deixará de usar o WebKit para adotar o Blink, um novo motor de renderização de páginas de código aberto. Com a mudança, o Google pretende reduzir a complexidade no desenvolvimento do navegador. Além disso, como o código será mais enxuto, o Chrome poderá ser mais estável e apresentar menos falhas.

O WebKit, que também é usado pelo Safari e futuramente seria adotado pelo Opera, foi lançado em 2003 e estava no Chrome desde a primeira versão anunciada pelo Google, em setembro de 2008. O Google afirma que, como o Chrome usa uma arquitetura de múltiplos processos, diferente de outros navegadores baseados em WebKit, a complexidade no código do motor estava afetando o desenvolvimento do navegador.

E o que isso muda para os desenvolvedores web? Como o Blink é baseado no código-fonte do WebKit, ele não deve causar muitas dores de cabeça, pelo menos no início. Para os desenvolvedores do Chrome, haverá grandes mudanças: inicialmente, o Google planeja excluir mais de 7 mil arquivos e 4,5 milhões de linhas de código (!) do WebKit. E como eles não precisarão mais depender da comunidade do WebKit, terão mais liberdade para inovar.

“Esta não foi uma decisão fácil. Sabemos que a introdução de um novo motor de renderização pode ter implicações significativas para a web”, diz Adam Barth, engenheiro de software do Google. Ele acredita que, se tivermos várias engines diferentes, isso vai estimular a inovação e trazer benefícios para toda a web. E, bem, nós já aprendemos na prática como é ruim quando um navegador ou engine detém um monopólio.

No blog oficial do Chromium, o Google se compromete a colaborar com outros navegadores para manter a compatibilidade com os padrões web. Todos os detalhes sobre o Blink estão disponíveis neste documento. O Opera, que já havia anunciado a mudança para o WebKit, também passará a usar o Blink.

44 Comentários (Deixe o seu!)

  • Vitor
    362c

    Putz, já entendi: a Opera Software quer parar de trabalhar.

  • Aí eu pergunto, pra que?

    • trovalds
      684c

      Quando você dita as regras ao invés de segui-las, você tem mais liberdade pra fazer coisa melhor (ou não). Vide o Ubuntu, meteu um pontapé no GNOME, fez um fork do mesmo e surgiu a Unity.

      E o Blink nada mais é que um fork do Webkit que vai receber um corte de “gorduras” e “inutilidades” (na visão do Google, claro). Resultado prático acho que só veremos em coisa de 1 ano ou 2.

      • Tiago Gabriel
        451c

        E o GNOME está criando um sistema só seu pra não ficar tão “dependente” dos administradores das distros e,assim, também poder inovar com mais liberdade, segundo eles.

  • Claudio H.
    541c

    Meu pai… seria o Chrome o novo IE?

    • Pierre Henrique
      31c

      O chrome já é o “novo IE” a muito tempo. O google está a um bom tempo parando de seguir padrões em quase tudo o que ela “está por cima”.

      • YanGM
        1c

        O sr. usou alguma droga pesada ultimamente? Recentemente abri todos navegadores que eu tinha instalados, e, adivinhe quem se deu melhor nos benchmarks de HTML5 e CSS3? Chromium.
        Prova: https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/69607_614115468614542_500085179_n.jpg

      • zxmarcos
        1c

        A empresa mais interessada em padrões na internet é o google, o chrome é o navegador que mais implementa os padrões de html5, é o mais rápido na maioria dos testes, é estável, quer mais alguma coisa… é até pecado compara-lo a um lixo como o ie…

    • Eduardo
      14c

      O Chrome pode até ser visto como o “novo IE” no sentido de dominarem a preferência dos usuários e de usarem padrões próprios, só que uma diferença fundamental entre os dois é que o engine do Chrome (tanto o atual Webkit, quanto o futuro Blink) é de código-fonte aberto.

  • David M.
    54c

    Já se sabe em qual versão esse Blink chegará?

    • Rafael Machado de Souza
      728c

      versão 182

      • Leandro Marques
        33c

        Hahahaha. Boa!

      • David M.
        54c

        HAHHAHAHAHAHA Cadê +1? )=

  • viniciusghietti
    295c

    O Chrome para Android atualizou hoje mas ainda não tem Flash! Alguém sabe me explicar porque o Google não coloca o Flash no Chrome?!

    • trovalds
      684c

      Porque o android abandonou o flash oficialmente?

      • viniciusghietti
        295c

        Pelo o que eu entendi, o fato de nao ser compativel com 4.0+ (ou as versões anteriores, não me lembro) era justamente porque o Chrome viria com o Flash *-*
        Me corrijam se eu estiver errado

        • YanGM
          1c

          Completamente errado. A Adobe abandonou o desenvolvimento do Flash para android, e removeu ele da Play Store para pessoas com Android 4.1 ou superior.
          O Chrome não traz suporte a plugins por dois motivos, praticamente:
          1. Não faria sentido manter um código inútil para quem possui o sistema atualizado;
          2. Não faria sentido manter o suporte para um produto descontinuado oficialmente, que a própria Adobe disse que não receberia nem atualizações de segurança.

          • Kessler
            1723c

            Não, o Chrome para Android NUNCA suportou flash. A Adobe parou de atualizar o Flash justamente quando o Google anunciou que o Chrome seria o navegador padrão do Jelly Bean.

            • YanGM
              1c

              E eu nunca disse que ele suportava. Outra coisa, nunca vi o chrome sendo padrão em nenhuma imagem de fábrica do Galaxy Nexus, pelo contrário, vinha sem Chrome.

    • A Adobe descontinuou o Flash para dispositivos moveis.

      • viniciusghietti
        295c

        Mas o motivo não foi o fato de o Chrome “ter” o Flash embutido?

        • Manoel Netto
          1c

          Não, o motivo foi a porcaria que é a plataforma Flash, que não evoluiu em todos esses anos no mercado e só acumulou bugs e código legado (como um sistema operacional que conhecemos bem). Adobe *desistiu* do Flash mobile.

        • Eduardo
          14c

          O Chrome só tem o flash embutido nas versões para computador. Para Android/iOS nunca teve (e provavelmente nunca vai ter, já que a própria Adobe resolveu descontinuar o Flash Mobile).

      • Ezequiel Gervasio Gouveia
        70c

        Mas ainda é possível instala-lo e ainda funciona..
        Uso no meu Android 4.1.1…
        Muitos navegadores ainda dão suporte,menos o Opera,Chrome,etc..
        O Navegador padraõ,Firefox,entre outros,dão suporte…
        Mas o flash,ainda tem um defeitos,que ao avançar um vídeo,ele fica tudo preto,só ouvi as falas..
        Pena que não tem atualização para o flash

        • Eduardo
          14c

          É possível instalar se você obteve a partir de alguma fonte não oficial, já que ele sumiu do Google Play faz tempo. Se seu aparelho já veio com o Flash, atualizar o Android para uma versão “incompatível” com ele não faz o plugin ser removido. Foi o que aconteceu com o meu Sony Xperia P, que veio com Android 2.3 e Flash, mas recebeu a atualização para o 4.0, que deixou de ser compatível com o Flash, mas o plugin continua lá instalado (e nem consigo removê-lo, a menos que faça o tal de root).

  • trovalds
    684c

    O povo deve ter fugido das aulas de interpretação de texto, não é possível.

  • @kadugaspar
    1917c

    HEUHEUEHUEHEU O mais cômico é que o Ópera também desistiu do WebKit e vai usar o Blink.

    • Douglas Chagas
      51c

      Opera sem acento, com acerto vira o concerto musical

  • Lucas
    40c

    Eu só espero não ter que começar a usar um hack_chrome.css :/

    • YanGM
      1c

      2

  • Manoel Netto
    1c

    Nós também já aprendemos, na prática, o problema que é termos diversos engines rodando no mercado. No fim das contas, pode até ser melhor para o Chrome e para o Google, mas certamente não será melhor para os desenvolvedores web.

  • Tiago Gabriel
    451c

    Isso me fez lembrar do ubuntu, que está desenvolvendo seu próprio servidor gráfico, saindo do X para o Mir.

    • Vitor
      362c

      Sacanagem fazerem isso logo quando eu aprendo a arte de dominar o Xorg.conf :P

  • André Paul Grandsire
    1c

    ” E, bem, nós já aprendemos na prática como é ruim quando um navegador ou engine detém um monopólio.”
    Indireta, por acaso ?

  • qgustavor
    96c

    Agora que a Microsoft começou a moda de “fim dos prefixos específicos de navegadores” ( ou vendor prefixes, não sei a tradução correta ) suponho que a Google irá descontinuar o uso dos prefixos -webkit- e seguir esse mesmo modelo da Microsoft.
    Não quero ter que escrever daqui pra frente -webkit-… -blink-… -moz-… -ms-… -o-… no css ( mas na verdade atualmente não escrevo: compass, prefixr e prefix free são uma mão na roda ).
    Meu único dilema até agora com o IE10 é que eles não suportam touch events dando prioridade ao pointer events. Assim vários sites que usavam o antigo sistema não funcionam bem no IE10 e nem navegadores como o Chrome funcionam no sistema deles, sistema tal que no futuro tem tudo para superar o antigo, mas acho que não como está agora.

  • Hawk
    129c

    Já existe algum navegador usando o Blink? Gostaria de testar.

  • Eu só espero que aquele sistema de tradução automática do chrome volte a funcionar direito, pois pra min faz messes que ele só funciona quando quer, e quando funciona as vesses a tradução da pagina não e completa.

    • Hawk
      129c

      Você precisa de um dicionário funcionando também.

  • Guilherme Harrison
    153c

    já vi tudo:

    transition: …
    -webkit-transition: …
    -o-transition: …
    -ms-transition: …
    -moz-transition: …
    -blink-transition: …

    que mais, esqueci algum?

    • YanGM
      1c

      Na verdade, a culpa é nossa por usar algo que não foi oficializado…

  • Bruno Rodrigues
    45c

    só quero ver o que essa mudança realmente vai nos afectar e se o Chrome ainda será o navegador mais rapido

  • E já começou então com as atualizações né? Percebi mudanças no meu de ontem pra hoje.

  • Rafael Vinicio
    1c

    aqui também… menu do botao direito ja ta de cara nova

  • O Webkit é da Apple (codigo aberto) o novo blink vai usar o webcore do webkit, ou seja se você usa o chrome está usando um safari sem os recursos do safari, a google não cria nada apenas copia e adapta, eles são a grandes sangue-suga da informática, pior que a MicroSoft que apenas roubava a ideia. o Android é o linux.

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.