Início » Software » Windows 8 vai ser mais difícil de piratear

Windows 8 vai ser mais difícil de piratear

Por
6 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Já faz bastante tempo que a base de usuários do Windows tem uma grande parcela de usuários piratas, que preferem encontrar métodos alternativos a pagar pelo sistema para usá-lo. Por isso desde o Windows XP a empresa requer a instalação de um programa autenticador para ativar o sistema. No Windows 8 a Microsoft está planejando fechar o cerco ainda mais, focando em algo que pode ser comparado a cortar o mal pela raiz.

Segundo slides confidenciais obtidos pelo site Myce, as OEMs terão que comprar chaves de licença individuais para cada computador montado (criando hashes de acordo com seu hardware) e incluir cada uma delas na BIOS do equipamento. Antes disso as OEMs poderiam montar os computadores incluindo o mesmo serial em todos eles e que tinha o poder mágico de passar a ativação. Só que algumas fabricantes deixaram esse serial escapar, o que causou uma enorme onda de pirataria.

A criação de hashes únicas para cada computador – algo que a Microsoft está chamando de OA 3.0 – pode ser uma vantagem para a empresa evitar a pirataria, mas os usuários pensando em adicionar mais memória RAM ou mudar a placa de vídeo podem encontrar problemas. Principalmente se for necessário ativar o Windows 8 toda vez que um componente for alterado. Mas não sabemos ainda com certeza como isso deve acontecer, já que a Microsoft não comenta rumores e vazamentos.

A apresentação, se for legítima, também mostram que as ativações do Windows 7 e sistemas anteriores não deverão ser alteradas, o que é um alívio já que eu planejo ficar com o Windows 7 por um bom tempo depois do lançamento do 8.