Início » Mobile » Preços, perguntas e respostas sobre o Galaxy S 4

Preços, perguntas e respostas sobre o Galaxy S 4

Smartphone com 4G LTE custará R$ 2.499 no Brasil

Por
5 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Galaxy S 4 que será vendido no mercado brasileiro custará a partir de 2.399 reais quando o produto chegar ao país, a partir de 26 de abril de 2013. A informação foi dada por Roberto Sobol, diretor de produto da Samsung, em uma coletiva específica para jornalistas brasileiros na manhã de hoje.

Vamos aos preços:

  • R$ 2.499 – Galaxy S 4 com LTE 4G + 3G, 16 GB e processador Snapdragon.
  • R$ 2.399 – Galaxy S 4 somente com 3G, 16 GB e processador Exynos.

“O Brasil faz parte da venda inicial e global do Samsung Galaxy S 4. É um investimento massivo para promover este produto high-end”, informou o executivo. Sendo um mercado tão importante (talvez o terceiro maior da Samsung, pelo que ouço dizer), é importante chegar rápido em terra tupiniquim.

Galaxy S 4 tem visor de 5 polegadas. Ainda assim, é menor que o S III.

Galaxy S 4 tem visor de 5 polegadas. Ainda assim, é menor que o S III.

Perguntas e respostas

Gorilla Glass. O Galaxy S 4 nacional terá o mesmo Gorilla Glass que o produto estrangeiro oferecerá. Será o Gorilla Glass na versão 3. “Não faz sentido não ter. Geraria um gasto muito grande ter uma especificação para o nosso celular no Brasil”, conta Sobol.

Produção nacional. A companhia tem tradição de montar os celulares no país. Não será diferente com o S4. O diretor de produto afirma que as fábricas de Campinas (SP) e Manaus (AM) vão produzir o smartphone.

Lei do Bem. No entendimento da Samsung, a Lei do Bem que deve desonerar os celulares (se a promessa do ministro Paulo Bernardo se cumprir) não tem aplicação para o Galaxy S 4 porque este é um produto topo de linha. A visão da empresa é de que a Lei do Bem serve para estimular a inclusão digital, em especial com produtos de valores menores. Não é o caso do sucessor do Galaxy S III.

Nenhuma operadora terá exclusividade. O executivo afirma que a venda inicial do Galaxy será global e nenhuma operadora brasileira terá aquele período de exclusividade. Cada tele móvel poderá oferecer subsídios, mas isso depende de decisões comerciais independentes. Geralmente a Claro e a Vivo fazem esse esforço, enquanto Oi e TIM ficam de fora ao vender celulares “desloqueados”.

Design. O Galaxy S 4 tem um formato muito similar ao do Galaxy S3, essa pegada mais “orgânica”, termo usado pela companhia. Sobol disse na entrevista que o design quadradão de outros aparelhos no mercado beira o que uma criança teria capacidade de desenhar. Ei, iPhone, ele está falando de você.

4G LTE. Funcionará em todos os países. Se o consumidor comprar um celular nos Estados Unidos, vai operar com 4G no Brasil. Mesma coisa para um brasileiro que viaja à América, onde a frequência de 4G LTE é completamente diferente, como já sabemos. Ainda será necessário contratar um plano compatível com a quarta geração. Do ponto de vista de hardware, vai funcionar. Essa é a promessa da Samsung.

Galaxy S5. A Samsung não diz o quanto foi investido no desenvolvimento do aparelho lançado ontem. “Já estamos trabalhando no do ano que vem”, de acordo com Sobol.

Armazenamento. Inicialmente, o smartphone chega ao mercado somente com 16 GB. O VP de telecomunicações, Michel Piestun, diz que mais armazenamento (até 64 GB) está em estudo. Vale lembrar que o Galaxy S 4 permite inserir um cartão MicroSD de até 64 GB.

Atualização do Android. “Nosso histórico é o de maior smartphones do planeta. Fazemos atualizações quando o hardware é compatível com a próxima versão do Android”, segundo Sobol.

50 em 1. A Samsung deve lançar 50 celulares e smartphones neste ano, de acordo com Piestun. “Teremos o maior portfólio de 4G LTE do país”, complementa.

Brasil. “É uma estrela do Samsung e um mercado muito importante. Vamos ver cada vez mais o país no Brasil”, afirma Sobol. Eles dizem que detêm mais da metade do mercado nacional citando a empresa de pesquisas de mercado GfK.

S3. O Galaxy S3 custa menos do que o S4 e, devido a isso, deve permanecer no mercado. A Samsung não fala em descontos imediatos, mas o VP de telecomunicações reconheceu que há uma “redução natural” de preço.

S Voice em português. Não funciona ainda. Sobol disse que o assistente de voz deve entender o português ainda neste ano. O tradutor do S4 reconhece o português do Brasil desde o primeiro momento.

Samsung Knox. A coletiva caminhou para soluções corporativas. O Knox mostrado ontem cria praticamente duas partições no aparelho, uma pessoal gerida pelo usuário, e outra profissional, num espaço separado, para atender as necessidades e especificações corporativas decididas no programa de BYOD (Bring your own device). É um serviço que as empresas devem comprar.

Smart Switch. Um software compatível com o S4 permitirá copiar dados do usuário, como fotos, contatos, vídeos e músicas, para o smartphone. Ele deve funcionar com o iPhone 5 e o iPhone 4S.

Vídeo: Primeiras impressões com o Galaxy S 4

Leia também as primeiras impressões sobre o celular e saiba todos os detalhes sobre o anúncio nos Estados Unidos. Também tem estes dois vídeos abaixo gravados durante o evento.

O editor viajou para Nova York a convite da Samsung.