ht_house_of_cards_nt_130211_wg

Hoje foram divulgados os indicados ao Emmy, premiação que homenageia as melhores séries americanas e seus elencos e equipes. O grande buzz foi com a indicação de House Of Cards ao prêmio de melhor série de drama. Isso porque House Of Cards é uma série exclusiva do Netflix, ou seja, a única de todas as indicadas que nunca foi exibida na televisão, apenas na internet.

Arrested Development também levou indicações, incluindo melhor ator de comédia para Jason Bateman. Mas a série teve somente a quarta temporada exibida exclusivamente pelo serviço de streaming. Em todo caso, foi essa que a levou ao Emmy desse ano.

Enquanto a internet toda pareceu empolgadíssima com as indicações, eu reagi com bastante indiferença. Sou muito fã de Arrested Development (não sei se alguém já pegou minhas referências por aqui) e fiquei feliz com a indicação de Bateman por esse motivo, apesar de achar que David Cross merecia mais, assim como fiquei feliz com a de Lena Dunham para melhor atriz de comédia (apesar de não entender a escolha da categoria) porque adoro Girls. Mas não liguei para House Of Cards disputando um dos principais troféus assim como não liguei para Game Of Thrones estar na mesma categoria porque não assisto nenhuma das duas. Acho que essa é a reação da maioria das pessoas.

Então, me deparei com um texto do ator Chris Gorham no Mashable que falava das indicações e me fez pensar em como o Emmy de 2013 representa algo bem grande no que diz respeito ao reconhecimento da “nova mídia” (a.k.a. internet) em relação à “mídia tradicional” (a.k.a. televisão).

Refazendo os questionamentos que Gorham faz em seu texto: você sabe qual o dia e horário que sua série preferida passa na TV? E quantas séries você acompanha semana após semana na televisão? Ainda mais as que já foram exibidas: você espera a reprise até ficar em dia? Conhecendo o perfil de quem lê o TB, aposto que todas as respostas foram negativas. Foi o meu caso, também: a princípio, eu não liguei para as indicações de séries do Netflix porque o Netflix é onde eu vejo televisão e, como o Emmy premia programas de TV, o que haveria de surpreendente nisso?

Arrested Development: a série que foi cancelada na TV e revivida no Netflix

Arrested Development: a série que foi cancelada abruptamente na TV e teve sua última temporada aanos depois como uma produção original do Netflix

Então, lembrei que o Netflix não é a TV.

Há alguns anos, a gente achava que o YouTube – ok, a internet – iria sepultar a TV. Isso não aconteceu e nem vai acontecer, assim como a TV não sepultou o rádio; as mídias se adaptam e aprendem a conviver, suprindo necessidades diferentes do público. O conteúdo, em suas diferentes formas, vai aonde as pessoas estão.

A inclusão de séries do Netflix nos indicados ao Emmy lado a lado de séries da TV comprova isso. O Emmy é a premiação da Academia de Artes e Ciências Televisivas (tradução livre de Academy of Television Arts and Sciences), entidade americana que foi criada com o intuito de desenvolver a arte na televisão nos EUA.

Acolher séries de outras mídias no Emmy mostra que a existência desses outros meios e a valorização de seus produtos não apenas é vista, mas celebrada e encarada com tanta seriedade quanto as da mídia tradicional. O  Emmy está mais preocupado em premiar a qualidade do que se limitar ao meio. Afinal, se as séries do Netflix têm audiência, uma grande base de fãs e contam com todo o processo de criação de uma série de um canal de TV, por que não colocar tudo no mesmo saco?

Seguindo essa fórmula, também seria justo incluir algumas produções da web, não? Há dezenas de webséries muitíssimo bem produzidas, apesar do baixo orçamento que lhes costuma ser característico. Não seria o caso de criar uma categoria para elas no Emmy, como Gorham sugere, e abrir os olhos para todas as mídias que entregam entretenimento em vídeo disponíveis atualmente? A internet já tem suas próprias premiações, como o Shorty Awards. Mas deixar as produções de alto nível restritas a elas talvez seja, sei lá, desperdício de talento. Quantos de vocês nunca tinham nem ouvido falar do Shorty Awards antes de ler esse texto? E quantos nunca tinham ouvido falar do Emmy? Pois é.

Talvez estejamos comemorando a vitória da internet antes da hora, tomando uma porção bem pequena formada por produções que envolvem muita grana e muita gente como amostra do todo, que é, em sua esmagadora maioria, composto por equipes reduzidíssimas, equipamentos que normalmente são o que tem ali na hora e praticamente nenhuma grana.

Em todo caso, é legal ver uma mudança dessas numa premiação tão antiga e tradicional como o Emmy. E vamos torcer para que Arrested Development ganhe tudo para ter mais um motivo para uma quinta temporada no Netflix. 🙂

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gilberto Lucio
Se você não acompanha House of Cards, afe, então está muito por fora e sem parâmetros para dizer que é ou não melhor. Essa série da de lavada em qualquer outra que tenha citado. Isso não somente eu que digo, mas vários sites especializados nesse tipo de assunto. Mesmo para quem não gosta de política (o que é uma pena), vai se interessar pela trama da série. Recomendo fortemente que veja.
Filipe Machado
Excelente texto, Giovana. Só que pra mim YouTube/Netflix já são TVs. Só ligo a TV pra ver futebol ou jornal. Raramente vejo algo além disto. E como já utilizo netflix e youtube na TV, via Xbox, a sensação é a mesma de ver a Rede Globo de televisão. :p Tanto que a HBO, Telecine e outros lances já se agitam pra oferecer a mesma experiência do netflix em suas plataformas próprias com seus serviços ondemand. ;)
Simples Descarga
compre agora com o menor preço do brasil o serial para windows 7 ultimate, excelente para quem baixou o programa mas não tem condições de dar 699 no dvd de instalação, vendo pelo mercado livre apenas 69,90. http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-498380824-windows-7-ultimate-serial-original-_JM
Simples Descarga
compre agora com o menor preço do brasil o serial para windows 7 ultimate, excelente para quem baixou o programa mas não tem condições de dar 699 no dvd de instalação, vendo pelo mercado livre apenas 69,90. http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-498380824-windows-7-ultimate-serial-original-_JM
João Paulo
Meu amigo, você deve assistir House of Cards e, com certeza, o seu preferido Arrested Development (que eu nem fazia idéia do que era até ler essa notícia) vai perder.
portela.thiago
Sensacional seu comentário, como ando muito por fora do cenário atula das séries americanas, é bom saber que existem produções de qualidade também fora do Netflix..
Matheus Bruno
Eu sou assinante do netflix e estou muito satisfeito. Antigamente ele possuía poucos títulos mas agora, com tantos filmes bons e series excelentes, está quase perfeito. Além do mais posso assistir tudo na hora e aonde eu quiser através do meu tablet ou smartphone.
Alex Figueiredo
Voltei no post sobre as TVs da Samsung só pra procurar sua referência a Arrested Development.
Renoir Faria
House of Cards é um excelente seriado!! Recomendo a todos!
Rodrigo Fante
Falam tanto de modern family e acho tão meia boca, sou muito mais Arrested Development, nada excepcional, mas acima da primeira, muito boa. Já House of Cards é um primor de série, impecável.
Filipe Rockbell
Sou um dos que já ouviu falar do Shorty Awards, certamente porque sou da área... Fico feliz pelo reconhecimento do Emmy, é um estimulo e tanto para mais investimento em produções pensadas para internet.
Thiago Xavier
Arrested Development é ótimo
Reinaldo Versuri
Assisti House of Cards em 4 dias, toda a 1ª temporada, achei impecável e aguardo a 2ª que deverá ser melhor ainda.
Eder Sá
Essa quarta temporada do Arrested Development começa como a primeira... ficamos um pouco desconfiados mas depois que você vê mais um pouco nota que ficou sensacional! O capitulo do Gob ficou o melhor de toda série! Ele e o Ben Stiller superaram!
Andrea Tedeschi
"O Emmy está mais preocupado em premiar a qualidade do que se limitar ao meio." Essa afirmação pode se aplicar relativamente ao desejo de "celebrar uma nova mídia", mas não se aplica à qualidade dos shows indicados em geral. A lista, somando tudo, é conservadora, de uma mesmice atroz. Ignoraram séries fantasticamente bem escritas, como The Americans e Hannibal (podem não ter audiências gigantescas, mas o Emmy não é o People's Choice, supostamente é de gente que entende de artes cênicas), e esnobaram performances de atores e atrizes que dá vontade de chorar. Acho que eles quiseram só dar um ar moderninho ao prêmio e usaram o Netflix prá isso. Uma pena que sacrificaram muita coisa boa e nova produzida este ano.
Exibir mais comentários