Início » Celular » Asha 501 começa a ser vendido no Brasil

Asha 501 começa a ser vendido no Brasil

Emerson Alecrim Por

A gente fala de Ubuntu Edge, Lumia 1020, Nexus 4 e afins, mas o fato é que ainda há muito espaço para aparelhos mais simples, especialmente em mercados como o Brasil. É por isso que a Nokia continua lançando telefones mais em conta no país. O Asha 501 é o mais recente deles.

nokia-asha-501

Anunciado em maio deste ano, o modelo começou a ver comercializado hoje em lojas físicas e quiosques da Nokia em todo o Brasil pelo preço de 329 reais. Também é possível encontrá-lo por este mesmo valor na loja on-line brasileira da companhia.

Para um aparelho econômico, até que o Asha 501 tem recursos interessantes, mesmo porque a novidade tenta se aproximar de um smartphone: o dispositivo conta com tela capacitiva de 3 polegadas (320×240 pixels) resistente a riscos, câmera traseira de 3,2 megapixels, rádio FM, Wi-Fi (não há 3G) e, para o armazenamento de dados, cartão microSD de 4 GB (compatível com versões de até 32 GB). É possível utilizá-lo com até dois cartões SIM.

O Asha 501 não roda o S40, vale lembrar, mas sim um sistema operacional desenvolvido pela Smarterphone (companhia adquirida pela Nokia em 2012) cuja interface remete um pouco ao MeeGo. Entre os aplicativos que há para esta plataformas (uns instalados previamente no aparelho, outros disponíveis via download) estão versões para Twitter, Facebook, Foursquare, LinkedIn, The Weather Channel, WeChat (serviço que estreou este mês no Brasil), ESPN, entre outros.

Infelizmente, a Nokia segue com a tradição de disponibilizar poucas cores de seus aparelhos no Brasil: o Asha 501 será disponibilizado por aqui apenas nas cores preta e branca. Quem quiser outra opção terá que recorrer às capinhas coloridas que serão vendidas separadamente.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diogo Santtos II
muito bom
Keven's Gabriel
hahah
Rafael
Uau, agora sim hein, sem precedências!
Rogério Santos
Mexi num desses e gostei. Porém, vi dois aspectos negativos: 1. A tela - A Nokia não precisa economizar tanto na qualidade da tela. Não é o sistema, que me pareceu extremamente fluído, mas a tela mesmo. 2. Câmera com foco fixo - Um dos usos que dou ao smartphone é fotografar cartões de visitas, documentos e semelhantes. Se a lente não tem auto-foco é impossível. Quanto ao sistema, muito bom e vai melhorar. E que venham bons apps para a nova plataforma. O de Facebook, por exemplo, não faz uso de nenhum elemento da UI do sistema Asha. Parece que foi recortado à facão de colocado ali dentro. Não gostei.
Manoel Messias Nascimento
Se bem que, no lugar do Smarterphone OS, prefereria ver nesse aparelho o próprio Meego ou mesmo o Symbian :D
Raphael Rios Chaia
Já da pra achar em alguns sites por 299 reais.
Souza Souzas
Sim! Tenho Asha e um Lumia 520. O touch do Asha que é bem primata...
guilhermebr1
Tá mais caro que um Galaxy Y!
Edmilson Junior
Se tivesse GPS seria telefone do Papai.
Igor Augusto
Pena não ter 3G. O sistema é bem semelhante ao do 311. Não sei se é o mesmo. Charmoso ele é e pega dois SIM.
Bruno Oliveira
Tiago Gabriel Quando ele dissee WP ele quis se referir a Windows Phone, sendo assim, aparelhos celulares da Nokia que suportam o Windows Phone.
Tiago Gabriel
Asha é o nome da linha do aparelho, WP é um sistema operacional. "O touch do WP" pode até ser ótimo, mas não necessariamente por causa dele em si.
Charles Paz Almeida
O problema destes telefones é falta de 3G, pois recepção do sinal 2G em capitais está péssimo.
Rafael Machado de Souza
eu penso que vai concorrer com feature phones da Nokia e Motorola. Aqueles com teclado qwerty. esses inclusive tem 3G....
Carlos Eduardo
Mas tem wi-fi.
Exibir mais comentários