Início » Negócios » Nintendo corta em 70% a previsão de vendas do Wii U para este ano fiscal

Nintendo corta em 70% a previsão de vendas do Wii U para este ano fiscal

Avatar Por
6 anos atrás

Prevendo que não alcançaria as metas de vendas iniciais, a Nintendo anunciou que diminuiu a previsão de vendas do Wii U para este ano fiscal, que termina em 31 de março. E não é uma redução nada pequena: de 9 milhões, a empresa abaixou para 2,8 milhões de unidades, cerca de 70% a menos que o inicial.

Com isso, vem mais um ano fiscal ruim, o terceiro seguido. Em vez dos 530 milhões de dólares de lucro que tinha em mente, a empresa prevê que vai fechar com 240 milhões de prejuízo. Entre os motivos, a Nintendo destaca as baixas vendas do Wii U ao redor do mundo e os cortes nos preço que, apesar de darem uma força nas vendas do console no final do ano (assim como lançamentos de jogos da época), não foram suficientes para segurar a bronca.

Além disso, no final do ano o Wii U recebeu a concorrência do Xbox One e do PS4, que chegaram para se unir a ele na oitava geração. A Sony disse que, até o final de 2013, o PS4 vendeu 4,2 milhões de unidades em todo o mundo; o Xbox One, segundo a Microsoft, chegou a 3 milhões.

O 3DS também sofreu um corte nas expectativas: de 18 milhões, agora a meta realista é de 13,5 milhões de unidades do console portátil vendidas. Segundo o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, o 3DS foi forte no Japão, mas fraco (pelo menos, em relação ao esperado) no resto do mundo, especialmente na Europa. Nos EUA, vale citar, foi o console mais vendido de 2013.

Apesar de não ter conseguido fazer a Nintendo vender o esperado, Iwata disse, durante a conferência com acionistas na qual deu as más notícias de hoje, que não pretende abandonar o cargo de presidente ou mudar executivos. Mas podem acontecer mudanças no modelo de negócios, talvez abrangendo smartphones.

Dificilmente, no entanto, você jogará Super Mario Bros. no seu aparelho, já que a Nintendo afirmou diversas vezes que não pretende portar seus jogos. Em uma declaração recente, Regis Fils-Aime, presidente da Nintendo na América, afirmou que a empresa estava fazendo testes em plataformas mobile, mas voltados para marketing, de forma que levassem o usuário a investir em produtos da Nintendo.

Com informações: Joystiq, Gamespot

Mais sobre: , ,