Início » Telecomunicações » Broadcom quer levar LTE aos smartphones intermediários com os novos chips M320 e M340

Broadcom quer levar LTE aos smartphones intermediários com os novos chips M320 e M340

Por
5 anos atrás

Via de regra, somente smartphones mais avançados (e caros) têm compatibilidade plena com 4G, certo? Só que este cenário, aos poucos, começa a mudar: nesta segunda-feira, a Broadcom anunciou chips com LTE de alto desempenho voltados para dispositivos móveis de médio custo – na visão da empresa, aqueles cujo preço final não ultrapassa US$ 300.

Não é que não existam propostas de aparelhos intermediários compatíveis com a tecnologia. O problema é que, para manter estes produtos com preços acessíveis, os fabricantes não raramente utilizam chips com menor performance ou simplesmente optam por oferecer LTE apenas nos modelos top de linha. A Motorola é um exemplo atual: o Moto X tem 4G, enquanto que o Moto G, mais barato, não tem.

Com os novos SoCs (System on Chip) M320 e M340, a Broadcom espera cobrir esta lacuna. Estes chips são dual-core e quad-core, respectivamente, e a fabricante assegura que ambos podem aproveitar praticamente toda a velocidade de uma rede LTE, podendo trabalhar com velocidades de até 150 Mb/s.

4g_broadcom

Sem especificar quais, a Broadcom declarou que vários fabricantes de dispositivos móveis receberam amostras dos novos chips. Para torná-los ainda mais atraentes, a companhia assegurou ainda que os dois SoCs têm suporte nativo ao Android 4.4, o que, teoricamente, encurta o ciclo de desenvolvimento de um novo dispositivo.

Outras características dignas de nota incluem: compatibilidade atestada com redes 4G de pelo menos 20 países, velocidade de até 42 Mb/s em conexões HSPA+, além de suporte a NFC, a Bluetooth Smart e à tecnologia Wi-Fi 802.11ac, que a Broadcom prefere chamar de “5G Wi-Fi”.

É claro que é necessário uma série de testes para saber se estes chips realmente convencerão o mercado, mas tanto o M320 quanto o M340 já tiveram sua produção iniciada, o que sugere que, além de estar fazendo distribuição de amostras, a Broadcom já pode ter fechado acordos com fabricantes. Na prática, isso quer dizer que os primeiros aparelhos com os novos chips poderão surgir ainda neste semestre.

Vale lembrar que esta não é a primeira proposta do tipo. No final de 2013, a Qualcomm apresentou o SoC Snapdragon 410 justamente para atender ao segmento de dispositivos intermediários sem abrir mão do LTE.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.