Broadcom

Artigos de Broadcom

Intel e Qualcomm suspendem venda de processadores e chips à Huawei

às 10h35 por

A guerra comercial entre EUA e China atingiu em cheio a Huawei: ela perdeu acesso ao Android Q e a aplicativos do Google para futuros celulares; e não poderá comprar processadores e chips da Intel, Qualcomm, Broadcom e outras fabricantes. A AMD e a Microsoft também são empresas americanas, e terão que cumprir o bloqueio imposto pelo governo Trump.

Broadcom desiste de comprar Qualcomm por US$ 117 bilhões após pressão de Trump

às 10h27 por

As negociações entre Broadcom e Qualcomm chegaram ao fim nesta quarta-feira (14). A conversa entre as companhias, que criaria uma gigante dos semicondutores com valor de mercado de mais de US$ 200 bilhões, acontecia desde novembro de 2017, quando a Broadcom ofereceu um montante suficiente para a maior aquisição da história do setor de tecnologia. A novela foi recheada de capítulos. A Broadcom ofereceu US$ 103 bilhões e teve sua primeira propos

Donald Trump barra compra da Qualcomm pela Broadcom

às 10h44 por

Não é um movimento comum o presidente dos Estados Unidos intervir para que a fusão de duas companhias seja barrada, mas foi exatamente o que aconteceu: na segunda-feira (12), Donald Trump emitiu uma ordem executiva para bloquear a compra da Qualcomm pela Broadcom. Para o presidente, o negócio pode representar um grande risco à segurança nacional. As sucessivas

Qualcomm toparia ser comprada pela Broadcom por US$ 135 bilhões

às 12h26 por

Desde novembro, a Broadcom vem arrastando asa para a Qualcomm, tentando adquiri-la por alguns bilhões de dólares. Ela recusou duas vezes, dizendo que o valor era muito baixo, e agora está sugerindo um montante mais adequado: US$ 135 bilhões. Segundo o Financial Times, a Qualcomm aceitaria ser comprada pela Broadcom por um total de US$ 160 bilhões — US$ 135 bilhões pela empresa em si, mais US$ 25 bilhões em dívidas que ela iria assumir.

Após recusar US$ 121 bilhões, Qualcomm diz que ainda está disposta a negociar com a Broadcom

às 16h14 por

A Broadcom fez duas ofertas públicas para comprar a concorrente Qualcomm, um negócio que criaria uma gigante dos semicondutores. A primeira proposta, de US$ 103 bilhões, foi rapidamente recusada. A segunda, que seria a “melhor e última” oferecida pela Broadcom, também não foi aceita. No entanto, a Qualcomm afirmou que ainda está disposta a negociar. Nesta sexta-feira (16), a Qualcomm informou à

Qualcomm não aceita ser comprada pela Broadcom por US$ 121 bilhões

às 09h24 por

No início da semana, a Broadcom tentou comprar a Qualcomm pela segunda vez, mas não teve jeito: os US$ 121 bilhões propostos foram rejeitados. No comunicado oficial, a Qualcomm argumenta que o valor a "subvaloriza materialmente", mesmo sendo quase 18% maior do que o da primeira oferta (US$ 103 bilhões). Os US$ 121 bilhões correspondem a US$ 82 por ação. Destes, U$ 60 seriam pagos em dinhei

Broadcom aumenta oferta para comprar Qualcomm para US$ 121 bilhões

às 11h54 por

Em novembro de 2017, a Broadcom fez uma oferta para comprar a Qualcomm por US$ 103 bilhões. A Qualcomm foi rápida em recusar a proposta, afirmando que ela subestimava drasticamente o valor da empresa. Pois bem: a Broadcom oficialmente aumentou nesta segunda-feira (5) o preço de aquisição para impressionantes US$ 121 bilhões.

Qualcomm recusa oferta de compra pela Broadcom

às 14h55 por

Os US$ 103 bilhões que a Broadcom está disposta a pagar pela Qualcomm formam um valor extremamente alto, certo? Para quem olha de fora, sim, mas o montante não foi considerado suficiente: a Qualcomm decidiu rejeitar a oferta por entender que ela "subestima drasticamente" o valor da companhia. A proposta foi formalizada na semana passada e chamou bastante atenção por causa dos valores elevados. Além de desembolsar US$ 103 bilhões, que correspondem a US$ 70 por ação da Qualcomm, a Broadcom se comprometeu a as

Broadcom faz oferta para comprar Qualcomm por US$ 103 bilhões

às 10h49 por

A maior aquisição do setor de tecnologia pode estar prestes a acontecer: a empresa de semicondutores Broadcom anunciou oficialmente nesta segunda-feira (6) que fez uma oferta para comprar a Qualcomm por US$ 103 bilhões. A Broadcom também assumiria uma dívida líquida de US$ 25 bilhões, o que faria o valor total subir para cerca de US$ 130 bilhões (!). Se concretizado, o negócio pode criar uma gigante de mais de US$ 200 bilhões. A Broadcom trabalha em vários mercados da Qualcomm, como modems, processadore

Este chip da Broadcom vai deixar o GPS do smartphone muito mais preciso

às 11h16 por

Você já passou pela experiência de pedir um carro pelo Uber ou usar o Google Maps e perceber que a sua posição no mapa está errada? Talvez esse problema se torne muito menos frequente se você comprar um smartphone em 2018 (ou depois). Basta que o dispositivo seja equipado com um chip da Broadcom que promete localização por GPS muito mais precisa. Todo dispositivo com receptor de GPS obtém a sua localização geográfica ao calcular a sua distância em relação a três (ou mais) satélites. Os dispositivos móveis atuais normalmente utilizam receptores GNSS (Global Navigation Sate

Carregar mais posts