Você deve saber que o Google está há vários anos desenvolvendo carros autônomos, que andam sozinhos pelas ruas, sem intervenção do motorista. Até agora, a empresa se limitava a adaptar carros existentes, especialmente o Toyota Prius e o Lexus RX450h. Na noite de ontem, no entanto, o Google foi além: apresentou seu próprio carro, que não possui volante, nem acelerador e nem pedal de freio.

O protótipo do carro do Google é bem compacto e lembra vagamente um Fiat 500 encolhido, possuindo espaço para apenas dois passageiros. O funcionamento parece ser o mais simples possível: basicamente, você precisa entrar no carro, apertar um botão e dizer para onde quer ir. O carro começará a andar sozinho e mostrará o trajeto em uma tela no painel.

Aceleração, freio e direção são controlados por um computador que recebe constantemente dados de sensores que são capazes de detectar objetos a uma distância de mais de dois campos de futebol em todas as direções. Se você notar que algo está dando errado, há um botão para parar o carro, mas os equipamentos são redundantes: há dois sistemas de freio e dois de aceleração. Em caso de falha num deles, o outro entra em ação.

Como o Google imaginou um carro autônomo

Como o Google imaginou um carro autônomo

Foto do primeiro protótipo

Foto do primeiro protótipo

Como segurança é um fator bem importante em um carro que anda sem intervenção humana, o veículo possui algumas características bem peculiares: a velocidade máxima foi limitada em 40 km/h, a frente é construída com espuma e o pára-brisa é flexível. Portanto, se o carro do Google não detectar um pedestre ou um ciclista na rua, por exemplo, o choque será amortecido.

O Google pretende construir mais 100 protótipos desses carros durante os próximos dois anos e espera testá-los ainda este ano nas ruas da Califórnia. Apesar disso, a empresa não quer se tornar uma montadora de automóveis: ao Re/code, o Google afirma que procura por parceiros que possam tornar o projeto uma realidade.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Aloizio Barros

Pois são esses idiotas que matam sua fome todos os dias. Ou acha que o que come, veste, bebe e até o que vai nos carros é produzido onde? No supermercado? No shopping?

Weverton Luiz Chaga Costa

Mais ou menos a mesma coisa que disseram algumas pessoas quando carros começaram a substituir cavalos. Claro que a tecnologia é falha, mas a tendência é eliminar as falhas e superar a capacidade humana.

Kelsen Soares

Quem mora na Roça é IDIOTA

Aloizio Barros
Só para a sua informação, quem mora na roça é quem mantém esse país em pé. Já ouviu falar de uma coisa chamada agro-negócio? Pois é! É ele que faz a balança comercial do Brasil dar lucro e hoje o Brasil é um dos maiores produtores agrícolas do mundo e tudo isso acontece na roça meu caro. É na roça que estão as maiores fortunas do país. Se hoje você comeu, bebeu, lembre-se que tudo veio da roça. Ou acha que arroz, feijão, carne, leite, queijo, iogurte, suco e etc, "nascem" do nada, dentro do supermercado? Acorda, pra vida e pra realidade. É na roça que está o dinheiro. A Hylux. L200, Ranger, Amarok, que você fica "alisando" ai na cidade, na roça detonamos uma por ano, sem piedade.
Tomaz Pontes
Quem mora na "roça" não vai ter dinheiro pra comprar. Simples
Aloizio Barros
Tá bom. E lá na roça, na estradinha de chão, nas pequenas cidades do interior (que são a maioria no Brasil e nem internet tem ou quando tem é movida a "lenha") como fará essa tecnologia para ser viável? Quero ver um carrinho desses se perder dentro de uma comunidade comandada pelo tráfico e sair devagarinho, guiada pelo Google que a levou lá pelos gps's de última geração e a uma velocidade de tartaruga. Nas pistas de testes com ar condicionado da Google, Apple e etc, com certeza funcionam que é uma beleza.
Ademar Abiko Jr.
Como ele lida com semáforos?
Edmilson Junior
Posso concordar em partes pois em circuitos definidos não haveriam motoristas humanos. O carro não falha se for auto dirigido mas ele não compreende um motorista sacodindo o braço ou fazendo barbeiragens, se houver uma fila de 10 carros sendo 8 auto e 2 humanos quando houver um problema o primeiro frea de forma segura , os outros autonomos detectam o objeto e param também em sequencia, o problema é que o reflexo do humano é lento demais para isso então causaria um engavetamento de qualquer forma.
Edmilson Junior
Sei que é um protótipo e está no caminho certo mas espero um modelo que compreenda bem os comandos de voz como vire na próxima a direita e com talvez uma câmera interna onde se possa dizer estacione aqui e apontar para o lugar onde ele deve parar, acho que estacionar onde se deseja deve ser o próximo desafio. Provável que ele tenha algo como um tablet com o Google Maps para que eu possa pesquisar endereços e decidir para onde ir, nem sempre sabemos onde queremos ir, posso por exemplo olhar uma lista de restaurantes perto e clicar no que eu quero ou ter uma lista de lugares preferidos, sei que tudo isso será implantado mas até lá acho arriscado até mesmo o botão de freio automático pois as vezes não queremos frear e sim desacelerar e estacionar no acostamento sem causar um acidente de trânsito.
Nayana HA
Aí que tá, ele funciona independentemente de saber o trajeto ou não. Tem até um curso no Udacity que ensina algumas técnicas usadas no desenvolvimento desse projeto. Ta vendo esse coisa em cima do carro? É o sensor que pega as informações do meio, e um sistema de Inteligência Artificial processa esses dados. O Sebastian Thrun, que é um dos caras que trabalharam nesse projeto ganhou o DARPA Grand Challenge. E é justamente para evitar acidentes de trânsito causados pela imperfeição humana que esse projeto foi criado, você pode ver nesse speech do Sebastian Thrun . O objetivo desse projeto é salvar vidas.Isso não é maravilhoso? :D http://www.ted.com/talks/sebastian_thrun_google_s_driverless_car
Thiago Marins
fodaaaaa
Thiago Marins
fodaaaaa
Cícero Thiago
Acho que colocar um carro autônomo atualmente nas ruas um pouco precipitado, mas em outras situações, tipo dentro de um circuito fechado com um trajeto definido e mais controlado um ótimo ponto de partida.
@
"Mais sobre: Ana Maria Braga, Google"
Gabriel Magalhães Dos Santos
Mano.... ?