Início » Carros » Google mostra novo carro que dirige sozinho e não tem volante

Google mostra novo carro que dirige sozinho e não tem volante

Por
5 anos atrás

Você deve saber que o Google está há vários anos desenvolvendo carros autônomos, que andam sozinhos pelas ruas, sem intervenção do motorista. Até agora, a empresa se limitava a adaptar carros existentes, especialmente o Toyota Prius e o Lexus RX450h. Na noite de ontem, no entanto, o Google foi além: apresentou seu próprio carro, que não possui volante, nem acelerador e nem pedal de freio.

O protótipo do carro do Google é bem compacto e lembra vagamente um Fiat 500 encolhido, possuindo espaço para apenas dois passageiros. O funcionamento parece ser o mais simples possível: basicamente, você precisa entrar no carro, apertar um botão e dizer para onde quer ir. O carro começará a andar sozinho e mostrará o trajeto em uma tela no painel.

Aceleração, freio e direção são controlados por um computador que recebe constantemente dados de sensores que são capazes de detectar objetos a uma distância de mais de dois campos de futebol em todas as direções. Se você notar que algo está dando errado, há um botão para parar o carro, mas os equipamentos são redundantes: há dois sistemas de freio e dois de aceleração. Em caso de falha num deles, o outro entra em ação.

Como o Google imaginou um carro autônomo

Como o Google imaginou um carro autônomo

Foto do primeiro protótipo

Foto do primeiro protótipo

Como segurança é um fator bem importante em um carro que anda sem intervenção humana, o veículo possui algumas características bem peculiares: a velocidade máxima foi limitada em 40 km/h, a frente é construída com espuma e o pára-brisa é flexível. Portanto, se o carro do Google não detectar um pedestre ou um ciclista na rua, por exemplo, o choque será amortecido.

O Google pretende construir mais 100 protótipos desses carros durante os próximos dois anos e espera testá-los ainda este ano nas ruas da Califórnia. Apesar disso, a empresa não quer se tornar uma montadora de automóveis: ao Re/code, o Google afirma que procura por parceiros que possam tornar o projeto uma realidade.

Você pode se interessar também

Mais sobre: ,