Ações da Xiaomi sobem com anúncio de início das vendas de seu carro

Fabricante divulgou que entrega do SU7, carro que marca sua estreia no mercado automotivo, começarão no dia 28. Carro possui plataforma Snapdragon e HyperOS

Felipe Freitas
Por
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Entregas do SU7, carro elétrico da Xiaomi, começam no dia 28 e preço ainda não foi revelado (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A Xiaomi anunciou a data de início das vendas do SU7, seu primeiro carro elétrico para o dia 28 de março. A informação foi divulgada nesta terça-feira (12) a marca viu suas ações subirem 7,5% na bolsa de Hong Kong. A fabricante chinesa começará a entrega dos carros no dia 28 de março.

O SU7 é a estreia da marca no segmento automotivo. Na China, o mercado de carros elétricos é dominado pela Tesla e pela BYD. A Xiaomi entra em um mercado altamente competitivo, mas deve esperar que sua marca seja um forte fator para atrair a clientela.

SU7 será vendido em 29 cidades

No comunicado publicado na Weibo, a Xiaomi informa que 59 lojas em 29 cidades da China receberão pedidos do SU7. O carro elétrico é vendido em duas versões, a SU7 “base” e a SU7 Max — versão mais cara, mais rápida, com maior alcance e tração integral.

A Xiaomi ainda não anunciou o valor do carro elétrico. O sedã deve chegar com um preço na faixa de US$ 80 mil (R$ 400.000), o mesmo do Tesla Model S, seu rival direto. O SU7 utiliza a plataforma Snapdragon 8295 para rodar seu sistema HyperOS.

Xiaomi deu aula para a Apple, mas já era tarde

O SU7 levou em torno de três anos para sair do zero até às lojas. A Apple demorou dez anos desenvolvendo o Apple Car para acabar cancelando o projeto. A Xiaomi não tentou inventar a roda com o seu veículo elétrico, ela entregou um produto palpável para o mercado atual.

Segundo rumores, a Apple planejava um carro totalmente autônomo e que seguisse a sua filosofia de design. No entanto, mesmo com os avanços na tecnologia de direção automática e suas assistências, carros seguem sendo carros. Enquanto a Apple queria um carro altamente tecnológico, autônomo e custando o mesmo que um Tesla topo de linha, a Xiaomi fez o arroz com feijão da indústria automotiva.

O SU7, que possui um visual com elementos de Porsche, BMW e Mercedes, conta com assistente de direção e conectividade. Não é o carro do futuro que chegou adiantado, mas um veículo do mercado atual. O diferencial é uma maior compatibilidade com o ecossistema do HyperOS.

Com informações: Reuters e Bloomberg

Receba mais sobre Xiaomi na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados