Início » Gadgets » Samsung apresenta Galaxy Note 4 e Gear S para o mercado brasileiro

Samsung apresenta Galaxy Note 4 e Gear S para o mercado brasileiro

Por
4 anos atrás

Ontem à noite, a Samsung trouxe para o Brasil o Galaxy Note 4, nova geração do seu smartphone de tela grande, e o Gear S, mais um componente da linha de smartwatches da marca.

galaxy note 4 preto branco

Disponível em duas cores, preta e branca, ele tem 5,7 polegadas e tela Quad HD (2560×1440 pixels ) Super AMOLED. É muito bonita, impossível de enxergar pixels, mas tenho a impressão de que, depois de uma certa quantidade de pixels alcançada, a diferença para encaixar mais pixels ainda é imperceptível. Ou seja, a tela é bonita, mas não mais do que as de outros aparelhos, inclusive da própria Samsung.

O Note 4 tem estrutura em “metal premium” e a traseira com uma agradável textura de couro. Na parte traseira, mais uma novidade: um sensor para tirar selfies sem precisar contorcer a mão para alcançar o obturador; basta arrastar o dedo que a câmera faz a foto.

Ainda falando do design, o acabamento arredondado do smartphone “não arranca o cabelo”, como o Vice-Presidente de Mobile da Samsung Brasil, João Pedro Flecha de Lima, cutucou a concorrência. No modelo preto, a lateral é toda prateada; no outro, tem um friso branco. Na parte inferior, fica alojada a S Pen, caneta super sensível da Samsung, que vem com o dobro de precisão no Note 4.

Por dentro, o aparelho vem com processador octa-core (ou melhor, dois  quad-core, um de 1,9GHz e outro de 1,3GHz), 32 GB de armazenamento e 3 GB de RAM. A câmera traseira tem 16 MP e a câmera frontal, 3,7 MP – uma qualidade não normalmente vista nas frontais.

Essa câmera tem também um recurso novo: a “selfie panorâmica”. Com ela, é possível tirar uma selfie de até 120º, ou seja, cabe todo mundo na foto e ainda fica com um efeito legal:

galaxy note 4 selfieO preço do Note 4 para o Brasil é de R$ 2.899 e ele começa a ser vendido no dia 8 de novembro.

Além do novo aparelho, a Samsung também aproveitou a ocasião para apresentar o Gear S.

gear s preto 02

Trata-se de um smartwatch que tem a tela curvada e conexão 3G – ou seja, ele funciona também conectado a um smartphone via Bluetooth, mas não é necessário que a conexão seja feita para que ele desempenhe suas funções, já que tem sua própria conexão de dados e também se conecta a redes Wi-Fi.

Por meio do Nano SIM, ele pode também enviar mensagens de texto e fazer e receber chamadas de voz. Para falar com alguém, pode ser utilizado o viva voz do gadget ou um fone Bluetooth. Para enviar texto, é possível digitar – sim, há um teclado na tela de 2 polegadas – ou ditar, contando com o reconhecimento de voz.

O Gear S tem ajuda do S Voice para ser controlado pelo usuário, e ele consegue desempenhar bem as funções que você pedir. Mesmo no ambiente ruidoso onde podíamos testar as novidades, ele entendeu bem tudo que eu perguntei (e até repetiu “mensagem para Rafael” porque eu repeti antes de ele entender que eu tinha parado de falar).

gear s preto 05

O Gear S também estará disponível em duas cores, preta e branca. Senti alguma diferença na pulseira das duas – a branca me pareceu mais macia e maleável que a preta – , mas ambas têm o fecho meio chatinho de travar.

O smartwatch será lançado na mesma data que o Note 4, 8 de novembro. O preço é de R$ 1.499.

Aproveitando que estamos falando de novidades da Samsung, a empresa também disponibilizou o Gear VR, seus óculos de realidade virtual construídos em parceria com a Oculus VR, para experimentação.

gear vr 03

Ele funciona ao acoplar o Galaxy Note 4 ao visor, por trás da capa espelhada visível na foto acima. Então, basta sentar-se (recomendação para que não perca a noção de espaço) e navegar pelo menu em 3D que é mostrado.

O apelo é grande para jogos, mas, na demo, assistimos a um vídeo de Ronaldo Lemos falando sobre inovações tecnológicas. Inclusive, preciso pedir desculpas a ele por ter lhe dado as costas tantas vezes enquanto ele falava, mas queria observar os arredores.

Experimentar realidade virtual é sempre muito legal, mas o Gear VR parece que ainda precisa de alguns ajustes. A resolução não é tão boa e havia uma certa latência ao mover a cabeça. Pelo menos, é bem confortável – mais que o protótipo de Oculus Rift que testei. O Gear VR ainda não tem data de lançamento.