Início » Legislação » Efeito Uber: apps de táxi cortam adicional de 50% para o aeroporto de Guarulhos

Efeito Uber: apps de táxi cortam adicional de 50% para o aeroporto de Guarulhos

Por
4 anos atrás

Uma das vantagens do Uber em relação ao táxi paulistano é que o serviço norte-americano não cobra uma taxa adicional de 50% nas corridas para outros municípios. A cobrança pesa no bolso especialmente para quem vai ao aeroporto de Guarulhos. Os táxis sabem disso — e alguns aplicativos lançaram uma opção para isentar o passageiro dessa taxa.

A taxa extra de 50% é cobrada pelos táxis e prevista por lei porque, teoricamente, um taxista de São Paulo não pode pegar passageiros em outro município. A cobrança serve para ressarcir o motorista do tempo e combustível que será gasto para que ele volte à capital paulista. Com esse adicional, uma corrida do centro de São Paulo para o aeroporto passa facilmente dos 100 reais (mesmo sem trânsito).

99taxis-gru

O 99Táxis adicionou uma opção “GRU sem taxa extra de 50%” entre os itens opcionais dos táxis, que também incluem porta-malas grande e ar-condicionado. Apenas os motoristas que aceitarem isentar o cliente da cobrança serão chamados, então a disponibilidade de veículos será menor. Segundo o G1, as empresas de rádio Via Táxi e Fuji Táxi também aderiram à isenção, e o Easy Taxi estuda fazer o mesmo.

Faz sentido que os taxistas deixem de cobrar a taxa para ficarem minimamente competitivos: com o adicional de 50%, o táxi para o aeroporto de Guarulhos chega a ser mais caro que o UberBlack, a modalidade mais cara do Uber. A taxa não é obrigatória; já conversei com um taxista que dizia não cobrar o adicional em alguns casos, para fidelizar os passageiros.

Agora, permita-me aproveitar mais uma oportunidade para usar a frase clichê: concorrência a mais é sempre bom.

Mais sobre: , ,