Início » Celular » Galaxy J5 Metal: mediano por dentro, reforçado por fora

Galaxy J5 Metal: mediano por dentro, reforçado por fora

Reforçado, mas só um pouco: aparelho é um intermediário de 5,2 polegadas com moldura de alumínio

Emerson Alecrim Por
Nota Final 8.1

É fácil a gente falar da Samsung e lembrar do Galaxy S7 e outros aparelhos avançados da marca (inclusive aquele que anda meio temperamental). Mas, para muita gente, são os smartphones mais em conta que realmente interessam. É por isso que eu topei testar um dos modelos intermediários que a Samsung oferece atualmente: o Galaxy J5 Metal (2016).

Esse aparelho chegou ao Brasil oferecendo tela HD de 5,2 polegadas, processador quad-core de 1,2 GHz e 2 GB de RAM pelo preço de R$ 1.299, mas já pode ser encontrado por valores abaixo disso. Mesmo com os descontos, será que o Galaxy J5 Metal vale a pena? Me acompanhe nas próximas linhas para descobrir.

Design

O que falar desse design que eu mal conheço, mas já considero pacas? Na verdade, eu conheço bem. Você também. O Galaxy J5 Metal tem o mesmo padrão de desenho que a Samsung adota há anos em seu smartphones. O botão físico frontal continua na lá, por exemplo, e a distribuição dos demais não mudou: controles de volume na lateral esquerda, liga / desliga na direita.

Os botões do sistema não tem retroiluminação LED, devo dizer

Os botões de sistema não têm retroiluminação LED, devo dizer

Mas é bom deixar claro que, apesar do design repetitivo, o Galaxy J5 Metal não é feio. Pelo menos a versão que eu testei, dourada, é bastante apresentável. O modelo também está disponível nas cores tradicionais, isto é, preto e branco.

Galaxy J5 Metal

Por que esse "Metal" no nome? Trata-se de uma referência à moldura do dispositivo, toda de alumínio. É como se a Samsung estivesse tentando dar um ar mais sofisticado ao aparelho. Funciona. E há um achatamento na superfície das laterais que contribui bastante para a pegada.

O Galaxy J5 Metaaaalllll só não é muito fino: a espessura é de 8,1 mm

O Galaxy J5 Metaaaalllll só não é muito fino: a espessura é de 8,1 mm

Pelos menos na versão dourada, a traseira tem um brilho que confere a ela um aspecto metálico. Mas a tampa é toda de plástico — e tem superfície que repele marcas de dedo, felizmente. Ela é removível. Ao tirá-la, você verá os dois slots para SIM card (do tipo micro-SIM), o espaço para o microSD (de até 128 GB), além da bateria de 3.100 mAh.

Galaxy J5 Metal

Tela

Me diga aí se você concorda (ou discorda), mas eu acho que, para os padrões atuais, smartphones que chegam com preço na faixa dos 1,3 mil reais deveriam ter tela full HD. O display do Galaxy J5 Metal, com tamanho de 5,2 polegadas, possui resolução de 1280x720 pixels, ou seja, é só HD. Se você se esforçar, vai conseguir distinguir pixels ali.

Mas isso não deve atrapalhar nos jogos ou vídeos. Sem contar que, a despeito da resolução, o J5 Metal tem um painel Super AMOLED bem bom: preto profundo, boa definição, cores fortes sem saturação excessiva e visualização satisfatória em ângulos variados caracterizam a tela. Se você achar os tons muito frios ou fortes, pode escolher outro padrão de exibição no Modo de Tela, nas configurações do visor.

Galaxy J5 Metal

Apesar do aspecto robusto do aparelho, a tela não tem nenhuma proteção adicional, como Gorilla Glass

Os níveis de brilho são altos o suficiente para você enxergar bem o conteúdo da tela mesmo em um dia ensolarado, embora você tenha que ir nas configurações do aparelho e ativar o Modo Externo para isso (sério, faz muita diferença).

Pena que não há sensor de iluminação. Você tem que ajustar o brilho manualmente. É um detalhe pequeno, mas admito que me incomodou. Para mim, esse é um recurso trivial, daquele tipo que você usufrui tanto que só percebe que existe quando sente falta, sabe?

Software

O Galaxy J5 Metal sai da fábrica com o Android 6.0.1 Marshmallow. A interface é a TouchWiz que a gente já conhece, com ícones arredondados nos cantos, área de notificação customizável e menu de configurações com fundo branco.

Há aplicativos de terceiros pré-instalados, mas sem exageros: basicamente, apps do Microsoft Office, o Opera Max, além das habituais ferramentas do Google. Há ainda algumas funcionalidades bem-vindas, como a função de bloqueio de números indesejados e o Modo Fácil, que simplifica a interface, uma mão na roda para pessoas com pouca familiaridade com dispositivos móveis.

Galaxy J5 Metal

É verdade que também há algumas mancadas. Eu não sei, por exemplo, a razão de a Samsung insistir em ignorar a função do Android que permite transformar facilmente o microSD em uma extensão da memória interna que, no Galay J5 Metal, tem 16 GB de capacidade (com quase 11 GB livres). Mas, de modo geral, os recursos oferecidos são equilibrados, a interface é fácil de usar e não há instabilidades.

Câmeras

Temos aqui uma câmera traseira que evidencia bem a categoria mediana do Galaxy J5 Metal. O componente tem sensor de 13 megapixels e lente com abertura f/1,9 que, como tal, poderia gerar fotos noturnas mais interessantes. Na prática, porém, os ruídos vêm com força quando há baixa iluminação e a definição acaba não sendo das melhores.

Galaxy J5 Metal

Por outro lado, a situação melhora nas fotos diurnas, ainda que os resultados não impressionem. Há fidelidade de cores, baixa taxa de ruído e, ainda que alguma perda de definição seja perceptível, o problema não chega a estragar as fotos.

Foto feita com o Galaxy J5 Metal

Foto feita com o Galaxy J5 Metal

Foto feita com o Galaxy J5 Metal

Foto feita com o Galaxy J5 Metal

Foto feita com o Galaxy J5 Metal

Quando a iluminação é baixa...

Um modo HDR seria uma forma de tentar aperfeiçoar as coisas, mas esse recurso não está presente. A saída então é aplicar um ajuste manual. Se você abrir o app de câmera e der um toque rápido na tela, por exemplo, poderá alterar a luminosidade (a exposição, sendo mais claro) arrastando um controle.

Foto feita com o Galaxy J5 Metal

Foto mais clara com ajuste manual

Foto clareada com ajuste manual

Na frente, a câmera oferece um sensor de 5 megapixels com flash LED, olha só. Eu não estava esperando algo além do básico ali, mas até que a câmera faz umas selfies bacanas, com cores fortes e nível aceitável de ruído. Porém, de novo, não dá para esperar milagres se não houver condições de iluminação favoráveis. Nessas circunstâncias, às vezes nem o flash consegue ajudar.

Selfie feita com o Galaxy J5 Metal

Ah, eu testei o Galaxy J5 Metal com o Manual Camera Compatibility, app que verifica a compatibilidade com a API Camera2 do Android. O aparelho não passou nos testes. Isso significa que não é possível ter total controle da câmera a partir de apps de terceiros que oferecem mais recursos que a ferramenta nativa de câmera.

Galaxy J5 Metal

Hardware e bateria

O Galaxy J5 Metal tem 2 GB de RAM. Finalmente a Samsung está abandonando a ideia de lançar intermediários com 1,5 GB de memória. Mas o processador é um Snapdragon 410 quad-core de 1,2 GHz acompanhado de uma GPU Adreno 306 de 400 MHz. Significa? Sim, significa que você vai conseguir usar bem o smartphone para apps de redes sociais, navegação web e jogos mais simples, mas poderá ter dificuldades com aplicações pesadas.

Eu testei o aparelho com títulos como Unkilled e Need for Speed: No Limits e só consegui manter a fluidez usando configurações gráficas intermediárias. Com ajustes máximos, congelamentos e queda de frames se tornam perceptíveis com relativa facilidade.

Consegui jogar Pokémon Go numa boa (mas sem modo AR). Ou quase: de vez em quando o jogo dava umas travadas. Mas vídeos, músicas, navegadores, mensagens instantâneas e redes sociais rodaram sem gargalos, ainda que alguns apps tenham demorado mais que o razoável para abrir.

Pontuação no AnTuTu 6.2.1, Geekbench 4 e 3DMark

Pontuação no AnTuTu 6.2.1, Geekbench 4 e 3DMark

Falando em áudio, a saída de som externa, ao lado da câmera traseira, não tem volume dos mais altos. Mas o som não distorce e é claro, pelo menos na maior parte do tempo. Porém, como sempre, você só vai conseguir aproveitar bem o áudio do Galaxy J5 Metal se usar fones de ouvido (daqueles bons, de preferência).

Uma dica: ao usar fones, vá às configurações de áudio e ative a opção SoundAlive+. Esse recurso dá uma melhorada no áudio, especialmente na execução de músicas.

E a bateria? Olha, são 3.100 mAh de capacidade em um smartphone que não tem hardware tão exigente assim. Logo, o desempenho não poderia ter sido ruim. E não foi. A não ser que você fique o tempo todo jogando, dá para passar um dia inteiro com o aparelho longe da tomada.

Galaxy J5 Metal

No dia de testes, executei o seguinte: filme O Poderoso Chefão (2h57min) via Netflix e brilho máximo na tela (mas sem ativar o Modo Externo), uma hora de streaming de áudio, meia hora de navegação web e redes sociais via 3G, 20 minutos de Unkilled e uma ligação de 5 minutos. Depois de tudo isso, o nível da bateria caiu de 99% para 33%. O tempo de recarga total, com o aparelho em stand-by e carga em 15%, foi de 2h38min.

Conclusão

Assim como tantos outros modelos da família Galaxy, o J5 Metal faz o estilo do smartphone que, para a categoria, cumpre o que promete, mas sem se destacar. A tela é boa, mas não excelente. A câmera é boa, mas não excelente. O desempenho geral é bom, mas não excelente. E por aí vai.

Um detalhe que devo frisar é que a estratégia da Samsung realmente funciona: apesar do visual repetitivo, o acabamento externo do Galaxy J5 Metal transmite uma imagem de robustez, de smartphone que dá conta do recado. E dá mesmo, desde que você não tenha um perfil de uso exigente, é claro.

Galaxy J5 Metal

Se é o seu caso, o Galaxy J5 Metal consegue ser uma escolha interessante, mas você precisa ficar esperto com o preço: o modelo não vale os R$ 1.299 sugeridos pela Samsung no lançamento (em julho). Felizmente, já é possível encontrá-lo por valores na casa dos mil reais.

Mesmo assim, eu esperaria por um desconto maior. Se o preço não baixar mais, é mais negócio procurar uma opção que se sai melhor no custo-benefício. O Moto G4, por exemplo, é um concorrente na mesma faixa de preço atualmente (em algumas lojas, ele é só um pouco mais caro), mas que leva vantagem na tela (full HD) e no processador.

Galaxy J5 Metal

PRÓS

  • Bateria com boa autonomia
  • Acabamento externo robusto

CONTRAS

  • Hardware que sofre em aplicações exigentes
  • Economizar em funções básicas, como brilho automático, não é legal
Nota Final 8.1

Especificações técnicas

  • Bateria: 3.100 mAh;
  • Câmera: 13 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal);
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, GPS, Bluetooth 4.1, USB 2.0, rádio FM, NFC;
  • Dimensões: 145,8 x 72,3 x 8,1 mm;
  • GPU: Adreno 306;
  • Memória externa: suporte a cartão microSD de até 128 GB;
  • Memória interna: 16 GB (10,9 GB livres);
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Peso: 158 gramas;
  • Plataforma: Android 6.0.1 Marshmallow;
  • Processador: quad-core Snapdragon 410 de 1,2 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade;
  • Tela: Super AMOLED de 5,2 polegadas com resolução de 1280×720 pixels (282 ppi).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Carlos Ossola
O som da chamada é muito baixo e como já tenho uma discreta perda de audição, se o aparelho não estiver bem perto de mim eu nada ouço. Estou pensado em devolver o telefone.
Matheus Clemente
Opa tudo bom? Eu tenho uma dúvida. Eu ganhei o j5metal e estou usando ele no momento.. nunca fui muito fã de Samsung mas e o que está no meu alcance. Enfim, gostrgostaria de saber pra que ser esses dois ferrinhos na capa do j5?
souquemsou
vai ficar dificil olhar a alturA DO SOM, QUE TAl ouví-la? kkkk nao podia deixar passar :)
Rodrigo Gommes
Justamente!
Rodrigo
Sonegando imposto foi demais! Já se paga o suficiente assim que o produto chega em terras tupiniquins. O resto é assalto!!! Se você quer falar de sonegação de imposto, verifique a vida da maioria da elite e constate quem é que dá prejuízo para o país. Mas o prejuízo nem faz efeito, é tanta taxação que tampa o buraco do país e, de quebra, o do vizinho também. Mas a politicaiada, tanto da esquerda quanto da direita roubam. E, quem paga a conta? NÓS!!!
Rodrigo
Sonegando imposto foi demais! Já se paga o suficiente assim que o produto chega em terras tupiniquins. O resto é assalto! Se você quer falar de sonegação de imposto, verifique a vida da maioria da elite e constate quem é que dá prejuízo para o país. Mas o prejuízo nem faz efeito, é tanta taxação que tampa o buraco do país e, de quebra, o do vizinho também. Mas a politicaiada, tanto da esquerda quanto da direita roubam. E, quem paga a conta? NÓS!!!
Marcio Nascimento
Moto G3 turbo e J7 2015 tem especificações melhores, com preço menor.
Rodrigo Gommes
você com certeza entendeu o que eu quis dizer! ;)
Matheus Oliveira
Iphone 5 consegue ser mais lixo ainda.
Don Ramón
Me critiquem: tá bem bonitinha a versão mais recente da TouchWiz!
Bruno
não é bem o preço no note 3, pois com taxação na media dos 200, esse valor ja sobe pra quase 800 golpes.
Rodrigo Gommes
me dá um ódio disso. "ah, queria saber se é bom... pega zap zap e pokemon? tem áifái? é deca core? ah então posso pagar os 1500".
Rodrigo Gommes
aí eu concordo, pagamos por morar no brasil, é praticamente um aluguel. E o que as empresas com venda nacional fazer é repassar os impostos que falei ali em cima com bastante extras em cima. simples assim. enquanto for mais barato importar, creio que eu continue importando. Obs.: ja comprei bastante, ainda compro, e comprarei produtos nacionais (acabei de dar um Galaxy J1 de 550 reais pra minha mae, preço de um Redmi Note 3 32gb).
Rodrigo Gommes
neste caso:Importação + ICMS + Transporte correios + IOF... quer mais imposto? Pago todos os que o governo tem pra me cobrar, tenho consciência e ética, sonegar jamais! Além de crime é "imoral". Todo mês sou descontado de IR, fora os produtos e serviços que carregam impostos até o consumidor final: sempre peço meus cupons fiscais, até dos 20 golpes da gasolina.
Bruno
vc paga o imposto apenas de importação. e os outros que existem no brasil?
Bruno
concordo, mas é o preço que se paga por morar no brasil. infelizmente.
Rodrigo Gommes
Sonegando imposto como se pago 60% de imposto em cima da compra? E tem loja que dá sim garantia. mas vai de cada um. Mas que esse J5 tá muito caro pelo HW dele, isso tá.
Hemerson Silva
imposto é roubo.
Djalma Vale
Mais do que o J5 eu queria o review do Moto Z Play. Fica a dica. =]
Keaton
Nossa, eu sei que ler mais de seis palavras pode até ser complicado para você, mas por favor tente ler além das seis primeiras palavras do comentário antes de tentar responder. (Talvés o problema nem seja a preguiça e sim a incapacidade de compreender textos com mais de seis palavras... ou isso, ou a vontade de ser aquele bobão sem noção a lá comentarista do Gizmodo tá muito grande.) Eu me refiro apenas aqueles malditos paragrafos inuteis com propaganda da barra do tecnoblog. Quer enfiar propaganda, tranquilo. Enfia na lateral ou após a matéria e não no MEIO da matéria (entre a resenha e os dados técnicos) e não TODAS as propagandas. (Fica parecendo aqueles sites de download ilegal hospedados no blogspot que entopem de propaganda entre os ultimos paragrafos...)
FABIO NEVES
Alô, Mobilon! Disponibiliza o número da conta bancária do Tecnoblog aqui pro rapaz! Acho que ele quer contribuir financeiramente para o Site, assim vocês podem retirar as propagandas.
Keaton
Sério que vão ficar enfiando propaganda da barra de ferramentas no meio dos textos de reviews? Sendo bem honesto, isso tá ficando um tanto chato. Mas não é pouco chato, tá chato a nível de eu ter vontade de simplesmente passar a ignorar todos reviews deste site. (barra de ferramentas, o que é isso? 1997?)
palatoqueimado
Vou te falar que o desempenho do Snapdragon 410 faz jus à sua categoria: "intermediário". Pra quem não é usuário hardcore ele atende tranquilo, o desempenho é satisfatório. O que não faz jus é o preço cobrado por esse aparelho.
Marcogro
Estilo Apple de ser...
Amarildo
J5 Metal não compensa. Mudando de assunto: Alguém sabe se há alguma previsão de lançamento da extensão do TB para Firefox?
Tales
hahaha, tá certo que um Mi5s Plus sai por 1300 reais.... kkkk O Mi 5 normal versão apenas 32GB é uns 1100. O Mi5s Plus vai sair por pelo menos 2000. Importar é legal, eu recebi meu RN3P essa semana, mas não exagera nos valores também, né?
CGi Rumble
Snapdragon 410 já é motivo pra dizer: passo. A bateria e a tela, além de 2GB de RAM são boas configurações, mas por esse preço, pelo menos um Snapdragon 615 merecia. Por esse preço, mesmo que por 1000 Reais, eu juntaria um pouco mais e compraria um Moto G4 ou outras tantas opções que há no mercado. Depois de alguns meses o resultado aparece.
Bruno
De que adianta tudo isso se não tem garantia nem nota fiscal? E outra, sonegando imposto até iphone sai barato comprando no aliexpress.
Rodrigo Gommes
1300 importo Mi5s Plus e junto mais um pouco pra taxa.
Jonatas Barbosa
Samsung sempre decepcionando... Mais o incrível é que esse aparelho vai sair como big big, mais dou menos de 3 meses para cair na casa dos 700,00... eu com R$ 1.300,00 ( em meu estado) pego um iphone 5s usado em bom estado... prefiro um iphone que um bomba dessa...
Rodrigo Gommes
Falando em linha J, comprei um J1 2016 pra minha mãe. Foi o preço final de um Redmi 3S (com taxa), mas como ela não podia esperar...
Rodrigo Gommes
concordo. desisti do mercado interno de Smarts. Sem dúvidas compensa mais importar e pagar taxa, e ainda sobra saldo pra 4 meses de Tim Beta. Esperando Mi Max de 760 + taxas. 32gb/3gb tela 6,44 FHD, camera 4k, bateria de 4850mah, snap 650. Mesmo nao sendo a mesma categoria, ainda sai mais barato.
Leandro
Comprei um... O som é uma piada de baixo... Muito mais baixo que o J5 antigo... Liguei na Samsung e ela informou que é assim mesmo... Decepcionante... Antes de comprar olhem a altura do som... É muito baixo.
Jonas S. Marques
Resumindo. Samsung pegou um aparelho que custaria na faixa dos R$900, colocou uma moldura de alumínio e cobrou R$1300,00
Bruno
culpa do povão também né. compra qq lixo por 1000 reais, se pegar o "zap zap" tá ótimo. essa série j mesmo da samsung é uma bela duma m#.
palatoqueimado
O mercado de smartphones no Brasil é deprimente. Não importa gastar R$600 ou R$1200, é quase certo que vai sair de Snapdragon 410 (com uma exceção ou outra, vide Vibe K5). Falta vergonha na cara da Samsung pra lançar um smartphone desses aí que vale R$900 no máximo.