Início » Inteligência Artificial » Inteligência Artificial do Google estava vencendo secretamente jogadores profissionais de Go online

Inteligência Artificial do Google estava vencendo secretamente jogadores profissionais de Go online

Por
16 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

AlphaGo - tenso

É muito comum alguns gamers ficarem nervosos e acharem que não estão jogando contra uma pessoa de verdade quando o outro jogador é realmente bom no jogo. Geralmente, esta pessoa pode ser um jogador profissional ou só alguém com habilidades muito melhores do que quem está perdendo. Mas, desta vez, a suspeita de alguns jogadores de Go online estava correta.

Pelo Twitter, Demis Hassabis, CEO da DeepMind, confirmou que o jogador de Go online com os nomes “Master” e “Magister”, que estava há 51 partidas seguidas sem perder, era, na verdade, a inteligência artificial AlphaGo.

A nova versão da IA estava sendo testada secretamente em partidas online não oficiais contra alguns dos melhores jogadores de Go do mundo, incluindo nomes como Ke Jie (atual número um), Gu Li (outro jogador profissional) e Lee Sedol, sendo este último 18 vezes campeão mundial e o cara que já havia sido derrotado pela inteligência artificial em um desafio presencial no começo do ano passado.

Segundo o ArsTechnica, aparentemente a DeepMind não avisava os outros jogadores que eles estavam enfrentando uma inteligência artificial. Por isso, logo que o “novato” começou a sua série invicta derrotando grandes jogadores, várias pessoas começaram a desconfiar das habilidades “sobre-humanas” do misterioso jogador.

No anúncio, Hassabis disse que, agora que o teste não oficial terminou, a companhia pretende colocar a AlphaGo para disputar algumas partidas oficiais em um futuro próximo, para “explorar a fundo os mistérios do jogo”. Portanto, quando você encontrar alguém inacreditavelmente bom em um jogo online, há uma pequena chance de você estar participando involuntariamente de um teste contra uma inteligência artificial. Ou, é claro, pode ser que seja só mais um jogador trapaceando mesmo.

  • Diogo Nóbrega

    Imagina se a moda pega e o Google começa a colocar em outros jogos mais populares também… tipo Dota, League of Legends, Warcraft, Clash Royale…

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Se já não está fazendo…

  • Waldecir Faria

    Me lembrou o mangá “Hikaru no Go”, um espírito de um jogador antigo e lendário de Go possui um estudante para jogar mais Go. Em um momento eles começam a se conectar pela Internet para jogar e todo o mundo do Go fica intrigado para saber quem é aquele novato que apareceu derrotando todo mundo 😛

  • Interessante, logo não fará mais diferença entre jogar offline contra CPU, contra bots online, que podem usar cheat ativado por padrão.

    • Zé das Covi

      no caso do go o cheat é a base de conhecimento que pode até atrapalhar, mas em jogos tipo fps onde o tempo de reação a algo é importante, teria que ser posto alguma limitação

      • Fabio Marcio

        FPS não tem como…

  • Zé das Covi

    no counter strike é comum tu ver um cara com menos de 10 horas de jogo mitando .
    Normalmente são garotos tetudinhos com complexo de édipo que gostam de sexo com o bumbum usando programinhas auxiliares, seria interessante ver uma IA boa jogar um fps, claro se for colocado a eles limitações “humanas” como tempo de reação, e deixar o real ‘teste” por parte das táticas usadas por um time feito de 5 IA’s independente uma das outras

    Comecei a estudar isso no meu tempo vago mas acho que estou a anos de conseguir fazer algo realmente efetivo.

    • Julio da Gaita

      opa isso tinha desde o 1.6 com o bot_headshot, era um vacilo e a AWP comia solta, tinha o bot auto_aim, usava eles no off pra treinar…

      • Zé das Covi

        eu lembro .
        Tinha um bot acho que era Cerberus, era o bot mais dificil sem ser xitado, se tu não fosse no walk tomava bala certa .
        Claro que não tinham táticas né, ficavam marcando em alguns locais onde os dev’s deviam ter programado eles .

        • Julio da Gaita

          opa era bem assim, mas o headshot te ensinava a andar melhor e se expor menos nos mapas, tempos de corujão em lan house, e sair da aula e matar os noobs…rs

    • Fabio Marcio

      FPS é impossivel, muita kill é cagada, computador não consegue reproduzir isso… teria q ter uma mega programação, para ele “desconfiar”, campo de visão, sem achometro vai perder

      • Zé das Covi

        o achometro humano é nada mais nada menos que um conjunto de experiencias que leva você a pensar que talvez possa vir alguém dali .
        e kill cagada quanto maior o nivel do player, menor a chance, tu ve que nego realmente foi confiante naquele kill .

        • Fabio Marcio

          ir confiante na kill e ganhar na trocação, são coisas diferentes amigos, senão pró, só dava hs, computador é possivel, humano não. Errar é humano etc etc

          Sobre achometro, sim é um conjunto q computador, nunca vai reproduzir, o famoso erro humano, não vai ser considerado e muito menos reproduzido por qualquer IA.

  • Keaton

    O que aconteceria se tu colocasse dois alphago em vs? 😀

    • Eles fazem isso! Uma das formas de treinar o AlphaGo é rodando uma partida contra si mesmo.

  • Ronaldo

    Eu colocaria esses otarios para jogarem contra inteligencia artificial em um site de apostas. Ganharia muito dinheiro nas costas de um monte de tontos.

  • Isso pode acontecer no xadrez, só que o adversário poderá ser punido ou com a expulsão da sala de jogo.

  • Souza

    Um dia eu pensei que a tecnologia iria atrofiar nossos cérebros.
    Hoje penso que pode ser ao contrário. Pode fazer nosso cérebro evoluir a “poderes quase infinitos”. Por quê? Por causa da sede que temos em ficarmos melhores e assim encarar cada vez mais, desafios cada vez mais complexos.

    “Tudo bem, tem quem vai se acomodar esperando a tecnologia fazer tudo e assim só vai engordar (se bem que a tecnologia pode fazer com que todos fiquem lindos e esbeltos) e ter o cérebro cada vez voltando a limites de uma ameba (aqui também a tecnologia pode fazer cérebros preguiçosos serem tão bons e ativos como os que querem cada vez mais desafios. BLÁ BLÁ BLÁ). Já temos isso há muito tempo com pessoas que esperam que outras façam tudo. Que queimem neurônios por elas.” A diferença é que a tecnologia pode melhorar pessoas (como eu indiquei no argumento anterior entre parenteses, já os mais esforçados de sempre não podem fazer muito pelos acomodados quanto ao que foi dito.

    Bom, só penso o que pode acontecer até chegarmos lá…
    Imagine um grupo vencendo todos partidas online no CS?
    E não passarem de máquinas IA com nome, endereço e licença para jogar.

    • Lobo Solitário

      Na verdade, seu primeiro pensamento é que se mostrava correto. Hoje em dia, a idiotização das massas ultrapassou qualquer nível do absurdo. Os cérebros das pessoas estão cada vez mais atrofiadas mesmo.

      • Rodrigo Brim

        E quando as massas não foram idiotas? Com tantos cientistas espalhados pelo mundo, fazendo trabalhos incríveis, é uma grande demonstração de pessimismo dizer isso. Quanto a massa, essa sempre será idiota.

        • Lobo Solitário

          Isso que estou dizendo, sempre foram mas hoje mais do que nunca estão mais ainda. Por mais idiotas que fossem, antes ainda se tinha um certo senso crítico, hoje em dia é tudo manada pura. O nível de hoje é outro.