Como previsto, a AMD lançou mundialmente nesta terça-feira (11) os processadores da linha intermediária Ryzen 5, que prometem competir diretamente com os Core i5. Quatro modelos estão disponíveis, com quatro a seis núcleos de CPU e soquete AM4, custando a partir de R$ 699,90.

Eles chegam menos de dois meses após o lançamento dos Ryzen 7, que concorrem com os Core i7. Ambas as famílias da AMD trazem a nova microarquitetura Zen em processo de fabricação de 14 nanômetros e eliminam o chip gráfico integrado, que ficará restrito às novas APUs da empresa, a serem lançadas até o final de 2017.

  • Ryzen 5 1400: 4 núcleos, 8 threads, 3,2 GHz, cache L3 de 8 MB, TDP de 65 W;
  • Ryzen 5 1500X: 4 núcleos, 8 threads, 3,5 GHz, cache L3 de 16 MB, TDP de 65 W;
  • Ryzen 5 1600: 6 núcleos, 12 threads, 3,2 GHz, cache L3 de 16 MB, TDP de 65 W;
  • Ryzen 5 1600X: 6 núcleos, 12 threads, 3,6 GHz, cache L3 de 16 MB, TDP de 95 W.

Segundo a AMD, seus chips são mais rápidos que os concorrentes da Intel na mesma categoria. O Ryzen 5 1600X, de acordo com a empresa, supera o Core i5–7600K em mais de 60% dos testes de multithread. E os primeiros reviews foram bem animadores: os 12 threads do 1600X (contra 4 do 7600K) fizeram a diferença em tarefas com utilização intensa de CPU, e os games com DirectX 12 também se deram melhor no chip da AMD.

Os preços variam entre US$ 169 e US$ 249, ou entre R$ 699,90 e R$ 1.059,90 no mercado brasileiro. Esta é a lista completa de preços (entre parênteses, o preço sugerido nos Estados Unidos):

  • Ryzen 5 1400: R$ 699,90 (US$ 169)
  • Ryzen 5 1500X: R$ 799,90 (US$ 189)
  • Ryzen 5 1600: R$ 979,90 (US$ 219)
  • Ryzen 5 1600X: R$ 1.059,90 (US$ 249)

Os novos processadores AMD Ryzen 5 já estão disponíveis em todo o mundo. Os próximos chips a serem lançados pela fabricante serão os Ryzen 3 que, como você deve ter adivinhado, competirão com os Core i3. Eles chegarão na segunda metade do ano.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gil Oliveira
O ("bom tipo alguma coisa" é como chegar próximo) está valendo muito para uma empresa como a AMD. Já usei processadores Intel e AMD desde o tempo da polêmica das nomenclaturas 386 DX33 (Intel) e 386 DX40 (AMD). Eu mesmo usava Intel no trabalho e o AMD em casa e o AMD era ligeiramente mais rápido pela diferença de clock mas muito mais barato. Eram processadores igualmente robustos. Não concordo que é mostrar inferioridade (quantas CPUs existem no mundo?) quando vc é o único competidor que incomoda. Como vc ilustrou com uma analogia com carros, farei no ramo da internet; E se houvesse alguém que realmente estivesse incomodando o Google (e seus produtos)? considerando toda a evolução nos últimos anos, VC afirmaria que esse competidor "Sempre vai mostrar inferioridade"? VC diria que "falta personalidade / autenticidade"? O mundo dá voltas amigo, e gigantes caem (há dezenas, senão centenas de exemplos). Para citar um, o Orkut dominava as redes sociais e acabou atropelada pelo Facebook que no começo, com apenas algumas centenas de usuários, pareciam ser inferiores. Por fim, digo que torço para que a AMD se mantenha no cangote da Intel; é melhor para nós consumidores E viva a concorrência !!!!. Um abraço e obrigado, caso tenha lido meu comentário.
Thulio Moura
voc está maluco meu camarada! nao ganhou nem do 7400, esses processadores ryzen sao uma vergonha. nao porque sao "piores do que a intel", sao bons processadores, mas muito caro para o que oferecem. so fizerem o mercado inflar de preço.
BrunoMontanha

Ser "bom tipo alguma coisa" é como chegar próximo, mas não ser igual. Sempre vai mostrar inferioridade à começar pelo fato de usar nomenclaturas que referenciam diretamente a arqui-rival. Um Gol pode ser tipo um Golf, mas o Golf sempre vai ser Golf...!
Soa também como "falta de personalidade / autenticidade".
Fora isso, as cpu's Zen são boas.

Bruno Ribeiro da Silva
Ser "bom tipo alguma coisa" é como chegar próximo, mas não ser igual. Sempre vai mostrar inferioridade à começar pelo fato de usar nomenclaturas que referenciam diretamente a arqui-rival. Um Gol pode ser tipo um Golf, mas o Golf sempre vai ser Golf...! Soa também como "falta de personalidade / autenticidade". Fora isso, as cpu's Zen são boas.
John Smith
Sua análise dessa questão é tão simplória que sua ironia fica descabida. Pra quê utilizariam utilizar uma nomenclatura totalmente original? A sacada deles foi muito boa. Pro público leigo, que já está acostumado com Intel e sua linha, vão rapidamente associar os concorrentes da AMD, sem muito esforço. "Ah, esse processador não é Intel, é AMD... mas esse R5 é muito bom, tipo i5, né?" "Ô cara, leva esse aí, esse AMD R7 concorre com i7, bem forte!"
Thorzakk Wylde
MAS COMO ASSIM FOI MELHOR NOS TESTES?
BrunoMontanha

O processo dos wafers consiste em criar os Dies.
Já a seleção dos modelos vêm na etapa de agrupamento de CPU's (cpu binning), onde os modelos são identificados de acordo com a frequência máxima em cada Die, formando assim os modelos e suas frequências. Nota-se que muitos vêm de um mesmo wafer com muitos Dies. Vale a pena ler =)

fonte= http://www.tomshardware.com...

Bruno Ribeiro da Silva
O processo dos wafers consiste em criar os Dies. Já a seleção dos modelos vêm na etapa de agrupamento de CPU's (cpu binning), onde os modelos são identificados de acordo com a frequência máxima em cada Die, formando assim os modelos e suas frequências. Nota-se que muitos vêm de um mesmo wafer com muitos Dies. Vale a pena ler =) fonte= http://www.tomshardware.com/picturestory/514-intel-cpu-processor-core-i7.html#s1
BrunoMontanha

Pra amd que estava com uma tecnologia jurássica nos seus últimos FX, gastando muita energia e fornecendo desempenho pífio,,, ela deu um baita salto. Parece que ela andou estudando a rival branco-azul muito a sério. Comprou / assinou contrato com empresa externa para processo de fabricação em 14nm, batizou o novo projeto como Zen, andou assando uns waffers pra produzir R7, e claro, os chips que saem incapacitados pra operar 100%, são modificados e vendidos como modelos com menos cores.
De um modo geral, AMD está mandando bem.

Bruno Ribeiro da Silva
Pra amd que estava com uma tecnologia jurássica nos seus últimos FX, gastando muita energia e fornecendo desempenho pífio,,, ela deu um baita salto. Parece que ela andou estudando a rival branco-azul muito a sério. Comprou / assinou contrato com empresa externa para processo de fabricação em 14nm, batizou o novo projeto como Zen, andou assando uns waffers pra produzir R7, e claro, os chips que saem incapacitados pra operar 100%, são modificados e vendidos como modelos com menos cores. De um modo geral, AMD está mandando bem.
BrunoMontanha

Bla bla.. Quero ver reviews.
Já foi mostrado sobre o R7 com seus muitos cores sendo ótimos para (adivinha) aplicativos que se beneficiam de muitos cores (isso soa um tanto óbvio rs).
Agora o R5 com menos cores, poderá ter a curva de CxB mais próxima para quem quer uma CPU pra jogos sem quebrar o banco.
Essa briga não é pra ditar quem é melhor, mas pra manter a rivalidade acesa.

Bruno Ribeiro da Silva
Bla bla.. Quero ver reviews. Já foi mostrado sobre o R7 com seus muitos cores sendo ótimos para (adivinha) aplicativos que se beneficiam de muitos cores (isso soa um tanto óbvio rs). Agora o R5 com menos cores, poderá ter a curva de CxB mais próxima para quem quer uma CPU pra jogos sem quebrar o banco. Essa briga não é pra ditar quem é melhor, mas pra manter a rivalidade acesa.
Mestre iOdo

Eu tava zoando tbem... hueheuhuehe

McLovin
Eu tava zoando tbem... hueheuhuehe
Rafael
Muito parecido com uns telefones S7 e agora S8 "plus"
Exibir mais comentários